domingo, 23 de janeiro de 2022 - 03:22 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / O novo desenho da Pixar e o Oscar da Renée Zellweger

O novo desenho da Pixar e o Oscar da Renée Zellweger

Matéria publicada em 5 de março de 2020, 09:02 horas

 


Comédia brasileira também tem pré-estreia esta semana; ‘Seberg Contra Todos’ está sendo exibido em Resende

Oscar: Renée Zellweger é Judy Garland

Sul Fluminense – As duas principais estreias cinematográficas desta semana são “Judy – Muito Além do Arco-Íris”, o filme que deu um Oscar de melhor atriz para a Renée Zellweger, e “Dois Irmãos – Uma Jornada Fantástica”, que é mais um desenho animado do estúdio Pixar. “Solteira Quase Surtando” é a comédia nacional da vez que tem uma pré-estreia esta semana. E em Resende temos “Luta Por Justiça” com o Jamie Foxx em um drama de tribunal e “Seberg Contra Todos”, que também é baseado em uma história real.
Mas, comecemos pela “Judy”. Os fãs de cinema devem se lembrar da Renée Zellweger como uma loira fofinha, que parecia sempre estar perdendo a luta contra a balança. Ela foi a estrela de uma série de filmes românticos na década passada, como “Abaixo o Amor” (2003), e mostrou seu talento como cantora no musical “Chicago”, que também fez muito sucesso aí por volta de 2002. Quem se lembra dela nessa época vai ter dificuldade para reconhecê-la em “Judy”. Para interpretar a estrela Judy Garland no último ano de sua vida, Zellweger perdeu peso e está quase anoréxica. Mas, valeu a pena e o papel lhe valeu o Oscar de melhor atriz na última premiação do Oscar.
A geração atual deve se perguntar quem foi essa tal de Judy Garland. Trata-se de uma das mais famosas atrizes jovens da história de Hollywood. Que ficou conhecida mundialmente, aos 17 anos de idade, ao fazer o papel da menina Dorothy do clássico “O Mágico de Oz”, de 1939. Mas, ao contrário de sua personagem, que viajou para uma terra mágica além do arco-íris, Judy Garland não teve uma vida feliz. O filme mostra como ela sofreu nas mãos do chefão da MGM, Louis B. Mayer, que a obrigava a manter o peso com uma dieta de sopa, cigarros e pílulas, e sua decadência no final da década de 1960, quando ela foi para Londres, com seus dois filhos para tentar se manter fazendo shows nas boates da cidade.
O ano é 1969 e Garland não tem onde ficar. Os hotéis da cidade recusam seus filhos e ela é obrigada a deixá-los na casa de um ex-marido (ela teve muitos). A ex estrela do cinema, então, aceita um convite para fazer uma série de shows na boate “Talk Of The Town”. Sua voz já não era a mesma dos tempos de glória, mas a atriz e cantora ainda tinha carisma suficiente para encantar a plateia. Um ano depois ela morria, aos 47 anos de idade. Renée Zellweger está perfeita em sua recriação desta estrela trágica do passado. O filme só peca por uma omissão: Não fala de Liza Minelli, a filha mais famosa de Garland, que naquela época já era famosa no cinema. O filme está no Cine Gacemss.

Animação

Animação: Os elfos em busca da magia

“Dois Irmãos – Uma Jornada Fantástica” é o longa da Pixar, uma empresa que já nos deu desenhos famosos como “Toy Story”, “Procurando Nemo” e “Os Incríveis”. Desta vez os seus roteiristas não estavam em um momento muito inspirado. A história se passa em um mundo de criaturas mágicas como elfos, trols, magos e unicórnios. Infelizmente, em algum momento do passado estes seres viraram as costas para a magia e adotaram a tecnologia moderna. Passando a morar em casas suburbanas com carros na garagem, televisores e eletrodomésticos.
Ian e Barley são dois elfos que vivem em uma casa deste mundo suburbano. Um dia um deles encontra o cajado de um mago e tenta ressuscitar o pai deles com o artefato mágico. Só consegue materializar as penas e a cintura do morto. Agora, eles têm 24 horas para encontrar uma mágica capaz de recriar o resto do corpo. Os dois saem pela estrada em uma vã encontrando uma série de personagens bem conhecidos pela garotada que já jogou RPG.

Em Resende

“Luta Por Justiça” tem Jamie Foxx no papel de um famoso advogado, que tenta livrar da execução um homem condenado injustamente. “Seberg Contra Todos” tem a Kristen Stewart no papel da atriz Jean Seberg, que foi perseguida nos anos 60 pelo seu ativismo político. Os dois filmes estão em cartaz em Resende, no Cine A.

 

Jorge Luiz Calife

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document