sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 05:37 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / O Ornitorrinco

O Ornitorrinco

Matéria publicada em 20 de abril de 2015, 06:59 horas

 


ornitorrinco

Esse simpático animal australiano já virou desenho animado, símbolo de jogos olímpicos, bicho de pelúcia e tema de piadas. É um animal exótico que não se parece com nada que tenhamos no Brasil nem em outros países, por isso desperta tanta curiosidade.

O ornitorrinco é um mamífero, mas tem algumas características especiais. O bico, por exemplo, lembra o de um pato e é o responsável pela origem do nome do animal, que quer dizer “bico de ave”. As futuras mamães não carregam os filhotes na barriga como fazem os cães e as vacas, elas colocam de um a três ovos e os filhotinhos nascem pelados e cegos cerca de uma semana depois. Seu ninho é feito dentro de tocas profundas na terra, às margens de rios e lagos, com a entrada embaixo da água. Ela também não tem mamas, produz o leite em glândulas na barriga e os filhotinhos tem que mamar diretamente na pele o leite que escorre pelos poros da fêmea.

São animais “semiaquáticos”, passam grande parte do dia dentro d’água, onde caçam seu almoço: pequenos peixes, insetos, crustáceos e outros seres aquáticos. Para facilitar sua vida na água, eles possuem membranas entre os dedos dos pés e a cauda achatada como se fosse um remo, conseguem prender a respiração por até cinco minutos quando mergulham e tem proteção nos ouvidos para que não entre água neles. Assim fica moleza ser um bom nadador.

Eles têm o corpo coberto de pelos e os machos possuem esporões venenosos nas patas traseiras, aliás, são os únicos mamíferos venenosos conhecidos. Seu veneno é feito de diversas toxinas e, apesar de causar muita dor, não é capaz de matar um ser humano. Os primeiros ornitorrincos levados empalhados para Europa foram considerados falsificações, já que ninguém por lá tinha visto um animal tão esquisito assim. Exames de seu DNA revelam que tem parentesco próximo com os répteis.

Semana que vem, continuando a apresentar seres vivos exóticos e diferentes, veremos o rato toupeira cego pelado anão (sim, o nome deste animal é tão grande quanto às curiosidades que podemos aprender sobre eles).

 Curiosidades

Vivem cerca de 15 anos

Começam a reproduzir-se a partir dos sete anos

Podem chegar a 60 cm contando com a cauda

O macho é maior que a fêmea e pode chegar a 2 kg

O filhote tem um único dente que usa para quebrar

a casca do ovo, logo depois do nascimento esse dente cai.

Leonardo Bentes/ [email protected]


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Muito interessante a matéria, tudo o que envolve curiosidades da natureza é sempre assunto fascinante. Espero que venham outras com mesma temática…

Untitled Document