sábado, 31 de julho de 2021 - 03:30 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Os blogueiros do espaço sideral

Os blogueiros do espaço sideral

Matéria publicada em 30 de março de 2015, 06:38 horas

 


Barack Obama pede que astronautas sejam mais ativos na internet, afinal é o povo americano que sustenta a Nasa

 

Experiencia: Scott Kelly vai ficar um ano na estação espacial  (Foto:Divulgação)

Experiencia: Scott Kelly vai ficar um ano na estação espacial (Foto:Divulgação)

O astronauta americano Scott Kelly chega hoje na Estação Espacial Internacional com duas missões. Ele vai passar um ano no espaço e tentar compartilhar dessa experiência com o público na Terra, via internet. Kelly levou uma bronca do presidente Barack Obama por ser muito reservado em suas missões no espaço. Obama quer que os astronautas da Nasa usem a internet para se comunicar com o público, via blogues e twitter. Afinal é o povo americano que sustenta a Nasa com seus impostos e o povo precisa compartilhar da experiência.

A internet criou uma revolução no contato dos astronautas com o povo. Uma das pioneiras nesse sentido foi a astronauta Nicole Stott, que passou uma temporada na ISS durante a missão do ônibus espacial Discovery, em março de 2011. Stott tinha uma conta no twitter e tentou manter contato com seus seguidores durante o voo. Mas teve muito pouco tempo livre para twitar do espaço e acabou contando sua experiência depois que voltou para a Terra.

Mais popular foi o astronauta canadense Christopher Hadfield, que comandou a estação espacial durante seis meses durante a Expedição 35, em março de 2013. Hadfield postou vários vídeos que fizeram sucesso no Youtube. Em um deles ele mostra como se bebe água e se escova os dentes no ambiente de gravidade zero. Em outro vídeo ele pega um violão e canta sua versão da música Space Oditty do Dave Bowie. Que conta a história de um astronauta perdido no espaço. O vídeo teve milhares de acessos e ainda está disponível na internet.

Atualmente a tripulação da Estação Espacial conta com a presença da primeira astronauta italiana, Samantha Cristoforetti. Natural de Milão, Samantha está no espaço desde o dia 23 de novembro e adora tirar fotos da cúpula de observação. Fotos que ela coloca na internet, através de sua conta no Flickr. Semana passada ela registrou todo o eclipse total do Sol e disponibilizou as imagens junto com seus comentários sobre o evento. Normalmente as fotos tiradas pelos astronautas ficam a disposição do público no site da agência espacial Nasa, mas a italiana é a primeira viajante espacial a ter o seu próprio blogue com imagens e observações pessoais.

Esse contato com o público sempre foi uma marca do programa espacial americano. Na época da corrida espacial os russos faziam tudo em segredo e só revelavam ao mundo os seus sucessos. As missões fracassadas eram mantidas em sigilo durante décadas. Já os americanos lançavam seus foguetes diante da imprensa mundial reunida em Cabo Canaveral na Flórida. Quando o primeiro satélite americano, o Vanguard 1, explodiu na plataforma de lançamento em dezembro de 1957 o mundo todo assistiu. E quando Armstrong e Aldrin se tornaram os primeiros seres humanos a caminharem na superfície da Lua a humanidade também acompanhou ao vivo.

Naquele tempo não existia internet e todo o contato da Terra com as tripulações no espaço tinha que ser feito através das grandes antenas da Nasa. Com a era digital os astronautas passaram a ter contato direto com o mundo e cada um tem acesso a contas pessoais na internet. A Nasa e a agência espacial europeia encorajam esse comportamento, que serve para aumentar o apoio popular aos programas espaciais.

Há 50 anos, em março de 1965, a Nasa iniciou o projeto Gemini, que treinou seus astronautas para as viagens a Lua, entre 1969 e 1972. Agora o objetivo é o planeta Marte, que fica muito mais distante. Os astronautas das Apollos levaram três dias para alcançar a Lua. Já uma expedição a Marte levará seis meses. E o treinamento está sendo feito na Estação Espacial Internacional. A missão de um ano do Scott Kelly visa estudar os efeitos da ausência de gravidade sobre o corpo humano em um voo de longa duração. Uma experiência que o público poderá acompanhar, dia a dia pela internet.

 Jorge Luiz Calife | [email protected]


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document