sábado, 20 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Os Jedis estão de volta

Os Jedis estão de volta

Matéria publicada em 14 de dezembro de 2017, 08:30 horas

 


Novo Star Wars tenta seguir os passos de ‘O Império Contra-Ataca’; elenco de apoio também está de volta

Um dos filmes mais aguardados do ano chegou aos cinemas esta semana. É o episódio oito da saga de Star Wars, intitulado “Os Últimos Jedi”. Com o mesmo elenco do episódio anterior, o filme dá continuação a história da jovem Rey (Daisy Ridley) que já sabia quase tudo no episódio anterior (“O Despertar da Força”), mas ainda precisa completar seu treinamento com o mestre Luke Skywalker (Mark Hamill)  antes de se tornar uma verdadeira jedi.

A nova trilogia de Guerra nas Estrelas tenta reprisar o sucesso da primeira, exibida entre os anos de 1977 e 1982. Agora, com efeitos digitais substituindo as antigas maquetes e efeitos mecânicos. Como a crença predominante em Hollywood hoje em dia, é de que o público quer mais do mesmo, os novos filmes seguem a fórmula dos primeiros. Se “O Despertar da Força” foi praticamente um remake de “Uma Nova Esperança”, este “Os Últimos Jedis” segue a fórmula de “O Império Contra-Ataca” incluindo até uma batalha na neve com aqueles snowspeeders dos rebeldes enfrentando os mastodontes mecânicos do Império (que agora se chama “A Primeira Ordem”, mas isso não importa).

Se em “O Império Contra-Ataca” acompanhávamos o treinamento do Luke Skywalker com o mestre Yoda, agora é Rey que vai treinar com Luke para aprender a dominar a Força. O problema é que, ao contrário de Yoda, Luke tem medo das habilidades reveladas pela sua jovem Padawan. Ele sabe que um aprendiz muito poderoso é facilmente corrompido pelo lado negro da Força, como aconteceu com seu pai Anakin e com seu aluno Kylo Ren. E hesita em iniciar um processo que pode fugir novamente ao seu controle.

Enquanto isso a Primeira Ordem lança um ataque devastador contra os rebeldes, o que resulta naquelas batalhas espetaculares que caracterizam todo filme de Star Wars que se preza. Além da luta no planeta gelado, temos um ataque contra a frota rebelde, que inclui a fragata da princesa Leia (Carrie Fisher em seu último papel).

Kylo Ren já matou seu pai, Han Solo, e agora quer matar sua mãe (Leia) para eliminar seu passado e se entregar totalmente ao lado negro da Força. Ele é o novo Darth Vader, com direito a máscara negra e tudo. Se em “O Império Contra-Ataca” Vader tentava levar Luke para o lado negro da Força, agora é Rey que Ren tenta seduzir, aproveitando-se das incertezas da moça.

O elenco de apoio está de volta, com Poe Dameron (Oscar Isaac) liderando os caças X-Wing em mais um ataque devastador contra as forças do mal. Como todo nerd está cansado de saber, o caça X-Wing (Asa X) deve ser controlado por um piloto humano e um droide. O antigo caça do Luke tinha o R2D2 como droide navegador. Já a nave de Dameron usa aquele adorável robô esférico que fez a sua estreia no episódio anterior, o BB-8.

Finn (John Boyega) aquele stormtrooper dissidente que terminou o episódio sete em estado de coma, também volta à ação. E tem uma chance de duelar contra a capitã Phasma (Gwendoline Christie) que nós só sabemos que é uma mulher pela voz, já que ela nunca tira a máscara dourada e a armadura. Entre os nomes novos que entram para o universo de Star Wars no Episódio Oito vamos encontrar a loira Laura Dern (que trabalhou no primeiro Parque dos Dinossauros) fazendo uma almirante dos rebeldes. E Benicio del Toro, que adora fazer pontas nesse tipo de filme e aparece em um pequeno papel.

Chewbacca volta a pilotar o Millenium Falcon agora na companhia de uma criatura que parece um pinguim. E vive se esquecendo de colocar os cintos de segurança durante aquelas acrobacias todas. Quem espera novidades vai se decepcionar com esse Episódio Oito que, apesar dos esforços do roteirista, deixa os fãs de carteirinha com aquela impressão de que já vimos isso antes. Mas se você estava com saudades daquela galáxia muito, muito distante, vai mergulhar nela com todos os sentidos. “Os Últimos Jedi” será exibido em 3D, coisa que a trilogia original não tinha. Tome uma pílula contra enjoo e aperte os cintos.

‘Star Wars: Os Últimos Jedi’: Agora é Rey que vai treinar com Luke para aprender a dominar a Força (Fotos: Divulgação)

‘Star Wars: Os Últimos Jedi’: Agora é Rey que vai treinar com Luke para aprender a dominar a Força (Fotos: Divulgação)

os-ultimos-jedi

 

Por Jorge Luiz Calife

jorge.calife@diariodovale.com.br

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Melhor momento, quando aparece o espírito de yoda…
    Vi hoje no pátio mix…

Untitled Document