domingo, 8 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Reza Aslam e o deus dos seres humanos

Reza Aslam e o deus dos seres humanos

Matéria publicada em 25 de junho de 2018, 09:20 horas

 


Autor escreve sobre a concepção humana do divino

Reflexão: Os deuses criados pelos homens

Reza Aslam é um escritor e estudioso das religiões cujo livro “Zelota” foi um sucesso há alguns anos. Em seu novo trabalho “Deus”, ele se debruça sobre a evolução dos conceitos humanos do Criador e sobre como eles foram sendo distorcidos ao longo de séculos. Criando esses deuses vingativos e implacáveis que tanto mal já causaram a humanidade. Do tempo das cavernas ao mundo moderno os homens continuam a imaginar o Criador como um reflexo deles mesmos.

Para Aslam foi Deus quem foi feito a imagem do homem e não o contrário. “Esse desejo inato de humanizar Deus está arraigado em nossos cérebros, tornando-se uma característica central de quase todas as tradições religiosas”.

“Independentemente de acreditarmos ou não, o que a grande maioria de nós pensa, quando pensamos em Deus é uma versão divina de nós mesmos”. E isso continua a ter graves consequências. “Nós conferimos a Deus não apenas tudo o que é bom na natureza humana, como a compaixão e a sede de justiça, mas também tudo o que é ruim: A ganância, o fanatismo, a propensão à violência. Todas essas qualidades estão na base de nossas religiões, culturas e governos.

Daí o Deus do Velho Testamento, que exige sacrifícios e lança pragas sobre os pobres mortais. Como os antigos deuses gregos que também adoravam punir os humanos com cataclismos e maldições. As pesquisas e reflexões do autor colocam em cheque muitas das concepções humanas sobre a vida e a morte. O que certamente fará de seu livro uma obra polêmica em meio ao choque moderno entre crentes e ateus.

A ideia de um Criador parece ser uma necessidade básica da mente humana. Lucrécio, um filosofo da Roma antiga dizia que “a religião nasce do medo e da ignorância”. Da ignorância porque os antigos, que não tinham o conhecimento científico moderno, precisavam dos deuses para explicar os fenômenos e catástrofes que acontecem no mundo. Hoje já sabemos o que provoca os terremotos e as inundações e não precisamos atribui-los aos deuses irados. Mas resta o medo da morte e a perplexidade diante do infinito do tempo e do espaço. Que continuam a alimentar a crença em divindades de todos os tipos.

Por: Jorge Luiz Calife – jorge.calife@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    FÉ não se discute, se vc é desprovido dela, o que fazer?

    O mundo infernal a que vc se refere, está mais e mais presente pela descrença do homem.

    É muito triste!

  2. Avatar

    Mais um querendo ganhar dinheiro, falando um monte de idiotices.

    Conheça Jesus que conhecerás Deus !

    • Avatar

      Ô, meu caro Marconi!! Desperte para a realidade. Jesus já se foi há mais de dois mil anos, e deus está descansando até hoje, após criar este mundo infernal!!!!

Untitled Document