Roberto Carlos e Ana Carolina pedem retirada de letras de sites de cifras

Por Diário do Vale
74 Visualizações

Por Folhapress

 

Em setembro de 2014, a empresa Studio Sol, responsável pelo conteúdo dos sites de cifras e letras de música CifraClub e Letras.mus, recebeu um comunicado da editora Sony/ATV pedindo a retirada de algumas letras de Roberto Carlos do ar. Até então, o pedido havia sido feito por apenas outro artista, Ana Carolina, meses antes. O caso foi revelado semana passada pelo jornal “O Globo”.

– Algumas letras tem peso comercial, como “Esse Cara Sou Eu”. Não temos interesse em disponibilizá-la gratuitamente – diz Dody Sirena, empresário de Roberto.

– Isso é um negócio, não é questão de censura – fala.

As letras disponíveis nos sites são autorizadas por meio de um convênio com a União Brasileira de Editoras de Música (Ubem), que recolhe os direitos autorais das canções. Em alguns casos, a autorização é negociada diretamente com uma editora ou então diretamente com um artista.

Segundo Rosi Benini, responsável pelos conteúdos dos sites, a Studio Sol recebe mensalmente uma lista de composições de gravadoras e editoras filiadas à Ubem.

– É essa lista que seguimos para publicar ou não as composições no site – explica.

O comunicado enviado pela Sony/ATV, dizia que as “composições em que Roberto Carlos é um compositor ou co-autor, interpretadas pelo próprio Roberto Carlos, não podem ser usados sob o regime de blanket license [licença permitida pelo acordo com a Ubem]”.

– É necessário esperar a aprovação do Roberto Carlos – explica José Diamantino, advogado da editora Sony/ATV, que detém o controle das obras de Roberto.

Desde setembro, a Studio Sol negocia a liberação das músicas do Rei que foram retiradas por não constarem no convênio. Ainda não há autorização para publicá-las.

 

‘QUALIDADE’

 

Já a cantora Ana Carolina fez o pedido de retirada de suas cifras por uma questão de qualidade, segundo o assessor de imprensa da cantora.

– Esses sites utilizam desse material e colocam da maneira como querem, é a mesma coisa que você fazer uma tese, alguém pegar e mexer nela. É melhor tirar do ar do que ter uma informação errada – explica Horácio Brandão.

Tanto que, como diz, a cantora disponibilizou as cifras das canções de seu último CD, “#AC”.

A justificativa, porém, não explica porque algumas letras têm permissão de serem publicadas.

– Ela está fazendo com o tempo que precisa. Não tem lá nenhum outro motivo que não seja a certeza de que a informação corresponde exatamente à verdade – diz Brandão.

Outros sites brasileiros, como Cifra.com, apresentam cifras vetadas ao Studio Sol, como a de “Esse Cara Sou Eu”. Segundo o assessor de Roberto, um comunicado não foi enviado no caso porque não há nenhum tipo de acordo com o endereço.

O responsável pela área comercial da empresa controladora do site, Gabriel Froes, diz que alguns pedidos já foram feitos para a retirada de letras do ar, mas nunca por artistas famosos.

– Teve alguns casos de letras de funk. Se o artista não quer divulgar, ele pede e a gente retira. Isso acontece de vez em quando – diz.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

1 Comentário

Renato 3 de março de 2015, 14:35h - 14:35

Daqui a pouco eles vão proibir a gente de cantar no chuveiro também, que piada!

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996