>
sexta-feira, 24 de junho de 2022 - 12:15 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Secretaria de Estado de Turismo participa do XV Salão do Artesanato em Brasília

Secretaria de Estado de Turismo participa do XV Salão do Artesanato em Brasília

Matéria publicada em 8 de maio de 2022, 10:05 horas

 


O evento incentiva a comercialização de produtos artesanais e possibilita contato direto com o público consumidor e o lojista

O objetivo do evento é reunir as comunidades artesãs de 26 estados e do Distrito Federal em um evento que mostra a diversidade da produção artesanal – Foto: Divulgação Setur-RJ.

Brasília- Até este domingo (8/5), a Secretaria de Estado de Turismo do RJ (Setur-RJ), por meio do Programa do Artesanato do Estado do Rio de Janeiro, estará participando do 15º Salão do Artesanato – Raízes Brasileiras, que acontece na Arena de Eventos do Pátio Brasil, em Brasília. O objetivo do evento é reunir as comunidades artesãs de 26 estados e do Distrito Federal em um evento que mostra a diversidade da produção artesanal, incentivando a comercialização de produtos, estreitando as relações comerciais, pela possibilidade de contato direto com o público consumidor e com lojistas.  A previsão é receber mais de 30 mil pessoas em todos os dias de realização.

O Salão traz benefícios culturais, sociais, econômicos e ambientais, ao promover a troca de experiências entre artesãos de várias regiões, com oficinas e palestras, onde diferentes técnicas e matérias primas são mostradas e ensinadas. Lá, os artífices expõem peças que estimulam o mercado para o consumo, pela possibilidade de identificação com produtos regionais, conhecimento das técnicas e materiais utilizados, histórico dos produtos, beleza e riqueza agregadas à produção.

Para o secretário de estado de Turismo, Sávio Neves, o Salão do Artesanato dá a oportunidade de visibilidade aos artesãos do estado, uma das missões da Setur-RJ, que coordena o Programa Estadual de Artesanato.

“Esse tipo de evento impulsiona a comercialização do artesanato fluminense, promove a troca de experiências entre artesãos de várias regiões do país e aproxima o artesão do mercado internacional, destacando a grande diversidade da nossa produção artesanal e dando oportunidade do nosso artesão de ter seu trabalho conhecido, gerando emprego e renda.”, enfatizou Neves.

Outro benefício deste evento é destacar a produção cultural e turística dos estados e das cidades participantes do Salão do Artesanato, através de apresentações de música, dança, teatro e outras manifestações artísticas populares em apresentações diárias e exibição de filmes, fotos e divulgação de roteiros turísticos.

Edielen Sabino, estreante no salão, tem o artesanato como fonte de renda desde 2019 e está muito satisfeita com essa experiência.

“É muita emoção estar participando aqui, dividindo nosso estande do Rio de Janeiro com artesãos experientes, talentosíssimos, que me dão muitas dicas e conselhos. E também é uma forma de mostrar a quem já acompanha o meu trabalho que eu faço com amor e é minha fonte de renda.”, conta Edielen.

Rodadas de negócios também estão previstas com cerca de 50 lojistas nacionais e cinco internacionais, buscando novos mercados para o artesanato, colocando-o em um circuito comercial, promovendo a mentalidade empreendedora dos artesãos e o aumento da renda no setor.

No sábado, dia 7, teve show de Zizi e Luiza Possi, em homenagem ao Dia das Mães. A entrada é franca, tanto para visitação dos estandes, quanto para as oficinas, palestras e shows.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document