Uma história cultural da Rússia - Diário do Vale
segunda-feira, 27 de setembro de 2021 - 05:06 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Uma história cultural da Rússia

Uma história cultural da Rússia

Matéria publicada em 21 de agosto de 2017, 13:38 horas

 


Orlando Figes e a identidade do país que mudou o mundo; autor é historiador da Universidade de Londres

A influência da Rússia no mundo moderno não pode ser subestimada. Primeiro foi a revolução comunista que abalou o século XX. Influenciando a política e o pensamento em todo o planeta Terra durante décadas. E como se isso não fosse pouco, os russos deram início a corrida espacial com seu Sputnik. Cuja reação americana acabou levando os seres humanos até a Lua e pode culminar com uma viagem a Marte na próxima década. No ano que vem tem a Copa do Mundo na Rússia, o que renova o interesse pelo país do Dostoiévski, do Tchaikovsky e do Gagarin.

“Uma história cultural da Rússia” é um livro que tenta reunir tudo aquilo que a Rússia já produziu de importante nas artes. O autor, Orlando Figes, é historiador da Universidade de Londres e já nos deu um livro importante sobre a Revolução Russa. Agora, ele mergulha na identidade cultural do país, começando no século XVIII com a fundação da cidade de São Petersburgo. Que se tornou uma rival da capital, Moscou. Enquanto São Petersburgo é mais apegada as tradições, Moscou é modernista e adepta das novidades.

O livro, com 882 páginas, mergulha na cultura russa, com enfoque principal na literatura e na música. Com espaço para curiosidades, como desfazer o mito de que aquelas bonecas matrioska, que os turistas adoram comprar, sejam parte da cultura russa. Na verdade elas são uma invenção chinesa.

Figes conclui que os russos têm uma identidade cultural tão forte que sobrevive a qualquer governo. Dos tzares a Stalin, da Perestroika ao Putin ninguém consegue abalar a “alma russa”. O título em inglês é “A Dança de Natasha” e se refere a uma cena do romance “Guerra e Paz”, de Tolstói, onde a condessa Natasha Rostova se entrega a uma dança popular que faz parte da “alma russa”.

A edição brasileira é da Record, e foi traduzida por Maria Beatriz de Medina. A brochura tem um preço em torno de R$ 100 e é uma leitura absorvente para todos aqueles que tentam entender o país que forma uma ponte entre o oriente e o ocidente.

Cultura: Do século XVIII até hoje

Cultura: Do século XVIII até hoje

Por Jorge Luiz Calife

[email protected]

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Muito interessantes estes livros de história sobre estes países, tão desconhecidos aqui no Brasil ou com a história totalmente distorcida por nossos doutrinadores disfarçados de professores de história. A Rússia realmente foi um país importantíssimo no campo cultural até o início do século XXI, mas sua arte foi devastada durante o período soviético.

Untitled Document