quinta-feira, 20 de janeiro de 2022 - 02:35 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Vídeo do Movimento Arte na Rede aborda a criação do museu e os cuidados com suas obras

Vídeo do Movimento Arte na Rede aborda a criação do museu e os cuidados com suas obras

Matéria publicada em 28 de dezembro de 2020, 19:16 horas

 


Angra dos Reis – A prefeitura de Angra dos Reis lança nesta segunda-feira (28) mais um vídeo do projeto Movimento Arte na Rede (MAR). É o terceiro episódio de um pequeno documentário sobre o Museu de Arte Sacra e suas obras. O espaço fica localizado no Centro de Angra, na Igreja da Lapa e da Boa Morte, e é uma importante referência cultural e turística do município.

Neste terceiro episódio, o foco são as mais de 2 mil peças e o trabalho de restauro desse acervo. A ideia da criação do museu surgiu na década de 1980, por conta da necessidade de um espaço para se guardar e restaurar objetos sacros. Em 1992, com o empenho da Prefeitura de Angra, da comunidade católica e de representantes do movimento cultural angrense, seria criado o Museu de Arte Sacra. A maioria das peças é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) ou pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac).

Fernando Murat, assistente de Conservação do Patrimônio Histórico e Cultural, mostra como é feito o processo de restauração, a diferença entre o trabalho de conservação e restauração e os cuidados da prefeitura na manutenção do acervo.

– Preservar e conservar esse patrimônio representa manter para a posteridade, para as gerações futuras, uma lente pela qual elas possam olhar para o passado e, com isso, entender o presente e projetar o futuro – disse o assistente de Conservação.

O MAR é um projeto desenvolvido pela Superintendência de Comunicação da Prefeitura de Angra, partindo da sugestão de parlamentares e lideranças do movimento cultural da cidade, como forma de produção de conteúdo para divulgação da história e cultura do município por meio das mídias digitais.

Os vídeos, de curta duração e caráter documental, visam também atender a uma demanda escolar e pedagógica, já que com a suspensão das aulas, em virtude da pandemia, visitas guiadas feitas pelos alunos e coordenadas pelos professores ficaram suspensas, assim como as visitas guiadas do setor turístico (ou city tour) também sofreram restrições.

Estão sendo produzidos outros documentários, sobre o Convento São Bernardino, a Bica da Carioca, o Chafariz da Saudade, o presídio Cândido Mendes (que ficava localizado na Ilha Grande), o monumento ao Aquidabã (embarcação da Marinha imperial brasileira que naufragou em Angra), dentre outros assuntos. Sempre temas ligados à cultura angrense.

 

Serviço

Link para o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=we5JPAkMzLE

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document