sábado, 31 de outubro de 2020 - 18:27 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Assumindo a Infraestrutura

Assumindo a Infraestrutura

Matéria publicada em 4 de maio de 2020, 21:41 horas

 


O jornalista  Vinicius Ramos, o Bill, é o novo secretário municipal de Infraestrutura de Volta Redonda.

***

Ele assume o cargo anteriormente ocupado por Toninho Oreste, que vai disutar uma cadeira na Câmara Municipal de Volta Redonda.

***

A pasta é uma das que mais têm desafios pela frente até dezembro.

***

Alguns dos programas mais conhecidos da Prefeitura de Volta Redonda, como o ‘Asfalto de Volta’, vão ficar sob a responsabilidade de Vinicius.

Responsabilidades

“Para mim é uma grande responsabilidade assumir uma pasta que foi ocupada por anos por Toninho Orestes, não só pelo brilhante trabalho que ele vinha fazendo, mas também, porque pude perceber o quanto ele é querido pela população. Agradeço ao prefeito Samuca pela oportunidade e vamos continuar o trabalho que Toninho vinha fazendo e atendendo as demandas da população para uma cidade melhor”, afirmou Bill.

 

Mais isolamento

O prefeito de Barra do Piraí, Mário Esteves, assinou decreto prorrogando o período de isolamento social na cidade por mais 15 dias. O novo decreto mantém fechados serviços não essenciais até o dia 15 de maio.

 

Prevenção

Entre as justificativas para prorrogar as medidas de prevenção ao novo coronavírus por meio do isolamento social, Mario Esteves explicou que o índice de isolamento social em Barra do Piraí tem ficado recorrentemente em 60%, somado ao aumento do número de casos, não seria prudente retomar à normalidade.

 

Comunidades e Covid-19

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano (PT) afirmou, nesta segunda-feira (04/05), que o Parlamento Fluminense está disposto a ajudar a financiar o plano de ações de enfrentamento ao Covid-19 nas favelas.

O anúncio foi feito durante reunião virtual da Comissão de Direitos Humanos da Alerj, presidida pela deputada Renata Souza (Psol), e contou com a presença de representantes da Fiocruz, professores, pesquisadores, profissionais de saúde e coletivos de moradores de favelas, responsáveis pela elaboração do documento.

 

Ações

Durante o encontro foram apresentadas as traz ações de prevenção, atendimento médico e apoio social previstas para evitar novos casos de coronavírus e reduzir o impacto da pandemia entre a população das comunidades.

 

Orçamento

Segundo Ceciliano, é importante que as instituições que desenvolveram o plano coloquem no papel o custo para a implementação desse projeto “Só nos meses de março e abril a Alerj economizou R$108 milhões e está disposta a aportar recursos para concretizar esse plano”, disse.

 

Contatos

O presidente da Casa informou que vai entrar em contato rapidamente com os secretários estaduais de Saúde e da Casa Civil, Edmar Santos e André Moura, além do prefeito do município do Rio, Marcelo Crivella. “Fundamental incluir gestores na implementação desse plano tão importante”, disse.

 

Coordenação

A criação de um gabinete de crise específico para as comunidades, integrando Governo do Estado, prefeituras e moradores, foi um dos principais pontos defendidos, como forma de garantir a efetividade das diversas ações previstas no plano. A deputada Renata Souza garantiu que o grupo vai cobrar a implementação tanto das ações quanto do gabinete. “É fundamental que esse gabinete de crise nas favelas comece a funcionar o quanto antes. Precisamos frear o crescimento da doença nas comunidades mais vulneráveis”, afirmou.

 

Governo

Líder do governo na Alerj, o deputado Márcio Pacheco (PSC), se comprometeu a encaminhar ao governo a necessidade urgente da instalação do um gabinete de crise do covid-19 nas favelas. “Esse assunto será a pauta da minha próxima reunião com o secretário de Saúde.Toda e qualquer ação que eu possa fazer junto com os deputados e a interlocução com o governo eu farei”, afirmou Pacheco.

 

O plano

Produzido de forma conjunta entre especialistas e lideranças comunitárias, o plano, que ficou pronto na última sexta-feira (01/05), prevê ações de prevenção como a veiculação de alertas para a população sobre os riscos da covid-19 e a importância do uso de máscaras. Também foi proposta a desinfecção das favelas, como as que vêm sendo feitas pela prefeitura; o teleatendimento para esclarecer as dúvidas dos moradores e a atenção a possíveis difusores, como os mototaxistas, já que as pessoas compartilham capacetes por exemplo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document