Cenário de cinema - Diário do Vale
terça-feira, 28 de setembro de 2021 - 07:58 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Cenário de cinema

Cenário de cinema

Matéria publicada em 23 de julho de 2021, 18:44 horas

 


O pré-candidato a prefeito de Itatiaia Adalberto Bisol (PDT), afirmou que pretende instalar um escritório de Film Commission no município. Trata-se de unidades habilitadas para apresentar os cenários da cidade para as produções do cinema nacional e internacional.

***

“Temos maravilhosos cenários, que além de permitir lindas imagens para as produções de filmes e séries, mas também podem gerar emprego e renda para a população”, afirma Bisol.

***

A política cultural que estabelece a estratégia de Film Commission é sucesso no Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e algumas cidades do interior brasileiro.

***

Filmes como “Os mercenários”, com Sylvester Stallone, filmado em Mangaratiba (RJ), são exemplos de ações desta negociação. “Itatiaia tem que olhar para a frente. Valorizar seus recursos naturais e protagonizar uma nova história”, disse o pré-candidato trabalhista.

***

Com este foco, ele convidou o Diretor Executivo da Rede Brasileira de Film Comission, André Farias, para explicar as vantagens e os procedimentos para se instalar o projeto em Itatiaia.

***

“Há muitos benefícios para o turismo e a cultura, que uma Film Comission pode incentivar de forma criativa”, afirmou André Farias ao aceitar o convite para falar ao vivo na próxima quinta-feira, dia 29 de agosto, a partir das 19h, nas redes sociais. 

 

Divulgação

De acordo com Bisol, uma política de divulgação dos cenários atrativos para o cinema, não viriam a beneficiar apenas Itatiaia, mas toda a Região das Agulhas Negras. Segundo dados da Rede Brasileira de Film Commission, somente o Rio de Janeiro movimenta cerca de R$1 bilhão em milhares de produções de vários formatos, gerando centenas de empregos. “Queremos que este mercado conheça nossos cenários de Itatiaia para que nosso povo receba mais visitantes e tenha mais orgulho de sua história”, afirmou.

 

Recuperação fiscal

Diante do impacto do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) em todas as esferas do estado e com o objetivo de assegurar a participação de cada um dos poderes no processo de planejamento e acompanhamento da elaboração do Plano de Recuperação Fiscal (PRF), o governador Cláudio Castro acaba de instituir o Conselho Consultivo da Comissão de Acompanhamento e Monitoramento Econômico-Financeiro do RRF (Comisarrf). A medida foi publicada, por meio do decreto 47.699/2021, no Diário Oficial desta sexta-feira (23/07).

 

Composição

O Conselho será composto por representantes da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), do Ministério Público Estadual (MPRJ), da Defensoria Pública do Estado e da Procuradoria Geral do Estado (PGE-RJ). Serão, ao todo, oito integrantes, nomeados pelo governador, com mandato de dois anos.

 

Acréscimo

Esses representantes se somarão aos membros titulares da Comissão de Acompanhamento e Monitoramento Econômico-Financeiro do RRF (Comisarrf). Criada em novembro de 2019, a Comisarrf é composta por 10 integrantes, sendo cinco titulares e cinco suplentes, que representam a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-RJ), a Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag) e a Secretaria da Casa Civil.

 

Atribuições

Entre as principais atribuições do Conselho está a de construir o PRF, bem como propor a adoção de normas, realizar estudos e manter permanente o acompanhamento sobre o Plano. Para o governador Cláudio Castro, o Conselho traz consigo uma estrutura de governança, vital para a articulação das equipes técnicas que estarão à frente da elaboração e avaliação do conjunto de medidas do novo RRF.

 

Importância

“Sabemos da importância de envolver todos os poderes nesse amplo debate para a construção de um novo futuro de desenvolvimento para o estado. Este decreto dá visibilidade aos esforços do governo de somar forças nessa importante missão que é a Recuperação Fiscal do estado”, afirma Cláudio Castro.

 

Plano

“Os técnicos da Fazenda, Seplag e Casa Civil estão, há meses, dedicados à construção de um plano de ações do novo regime, com reuniões e alinhamentos constantes com a Secretaria do Tesouro Nacional. É preciso destacar que esse não é um trabalho só do Executivo. Necessita da atuação de todos os poderes, numa grande rede de colaboração”, diz o secretário de Estado de Fazenda, Nelson Rocha.

 

Reuniões

Segundo o decreto, o Conselho Consultivo se reunirá ordinariamente, no mínimo, uma vez a cada 30 dias, e, em caráter extraordinário, sempre que convocado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document