quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Em busca de recursos

Em busca de recursos

Matéria publicada em 18 de setembro de 2019, 22:26 horas

 


O deputado estadual Gustavo Tutuca esteve em Brasília nesta quarta-feira, 18/09, acompanhado pelo prefeito de Itatiaia, Dudu Guedes, e pelo vereador João Márcio.

***

Na pauta, recursos federais para a saúde do município.

***

Os três visitaram o gabinete do deputado federal, Dr. Luizinho, em busca das verbas de emendas federais para o município.

 

Definição

“Este é o momento de definição das emendas parlamentares para o orçamento do próximo ano. Por isso, estamos conversando com os deputados federais que são parceiros do nosso mandato, trazendo as demandas dos municípios, como é o caso de Itatiaia. Em parceria, vamos melhorar a qualidade de vida das pessoas”, finalizou Tutuca.

 

Segurança

O Governo do Estado pode ser autorizado a implantar o programa Segurança Presente em todos os municípios do Estado do Rio. O objetivo de evitar situações de conflitos e reduzir a criminalidade. A determinação é do projeto de lei 48/19, do deputado Rosenverg Reis (MDB), que foi aprovado em primeira discussão pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) nesta quarta-feira (18/09). O texto ainda precisa ser votado em segunda discussão pela Casa.

 

Medo

“Vivemos diariamente com olhar desconfiado, entrando em lojas para atender o telefone, evitando alguns lugares a noite, ou então até mesmo o simples ato de se sentar no banco de uma praça. Hábitos que se tornaram preocupantes no nosso dia a dia, tendo em vista a ausência de segurança nas ruas”, afirmou Rosenverg.

 

Apoio da Alerj

Em agosto, o Segurança Presente chegou a Nova Iguaçu. O município foi o primeiro da Baixada Fluminense a receber o programa, a partir de uma parceria entre o Governo do Estado e a Alerj. A parceria foi possível graças a economia de R$ 150 milhões do orçamento do Legislativo Fluminense. Em Nova Iguaçu, são cerca de 96 agentes fixos contratados, entre policiais militares e civis egressos das Forças Armadas, e três assistentes sociais atuando na região do Centro, além de 37 vagas diárias para PMs que queiram trabalhar na folga. O programa funciona todos os dias, das 8h às 20h.

 

O programa

O Segurança Presente foi lançado em dezembro de 2015 no Méier, na Lagoa Rodrigo de Freitas e no Aterro do Flamengo. Entre 2015 e 2019, ocorreram mais de 13 mil prisões em flagrante, sendo 1.089 referentes a furtos, quase seis mil por posse e uso de drogas e cerca de mil por roubos. Atualmente, o programa já foi expandido para outros bairros, como o Centro, a Lapa e Laranjeiras. O Governo do Estado também já anunciou a ampliação do programa, até o final deste ano, para outras localidades, como os bairros de Bangu e Vila Isabel, na capital fluminense.

 

Proposta

Na última segunda-feira (16), o DIÁRIO DO VALE informou que o deputado federal Antonio Furtado propôs ao secretário estadual de Governo, Cleiton Rodrigues, com o apoio do ex-prefeito de Volta Redonda, Gotardo Neto, a implantação do programa “Segurança Presente” na cidade de Volta Redonda, como um projeto piloto no interior.

 

Início

O “Volta Redonda presente” abriria porta para que o programa seja expandido, em seguida, e alcance, também, Barra Mansa, Pinheiral, Angra dos Reis e demais municípios. A ideia é criar patrulhamentos de policiais no período das 8h às 20h, todos os dias da semana, no mesmo modelo que os adotados na capital.

 

Doação de sangue

Universidades, centros universitários e faculdades que estimularem o trote solidário através da doação de sangue poderão ganhar o selo ‘Sangue Bom”. A determinação é do projeto de lei 857/15, do ex-deputado Dr. Julianelli, que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (18/09), em segunda discussão. Por ter recebido emendas, o texto ainda precisa ser votado em redação final pela Casa.

 

Campanha

Para a aquisição do selo, as instituições do ensino superior devem se comprometer em organizar campanhas de doação de sangue anual ou semestralmente, em parceria com o Hemorio ou outra unidade de doação de sangue do estado. O selo tem validade de um ano, podendo ser renovado, desde que as instituições de ensino superior deem continuidade às ações de doação de sangue. O selo poderá ser utilizado para fins de identificação das instituições com a causa do sangue, podendo constar nos produtos e embalagens das universidades, em documentos usados nas correspondências da empresa, na internet, em propagandas, assim como em campanhas, publicações, material de divulgação, veículos e meios de comunicação.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document