>
domingo, 7 de agosto de 2022 - 16:12 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Homenagem aos recicladores

Homenagem aos recicladores

Matéria publicada em 16 de maio de 2022, 18:27 horas

 


Na manhã desta segunda-feira, dia 16 de maio, data em que é celebrado o dia do gari, o vereador Ednilson Vampirinho esteve na empresa responsável pela coleta seletiva de Volta Redonda, entregando uma moção de congratulações e aplausos aos trabalhadores.

***

“ Aproveitei a data para fazer essa homenagem mais do que merecida a esses funcionários que se dedicam todos os dias para manterem a nossa cidade limpa. Eles merecem todo nosso respeito”, disse.

 

Trinta horas

Luta antiga dos profissionais de enfermagem, a regulamentação da jornada de 30 horas semanais motivou uma audiência pública realizada na tarde de hoje no Plenário da Câmara Municipal de Resende. O encontro foi marcado a pedido do vereador Reginaldo Engenheiro Passos (Podemos) e contou com a presença da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB-RJ); do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Resende, Georvânio Sousa; do representante do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-RJ), Paulo Fischer; do superintendente de Enfermagem do Hospital de Emergência, André da Conceição; e dos vereadores de Resende.

 

Edital

Georvânio Sousa lembrou que, embora o edital do concurso para enfermeiros do município preveja a carga de 40 horas semanais, ela pode ser reduzida por meio de acordos, mas sem a garantia de que será mantida. A solução, segundo ele, é a regulamentação da carga horária desses profissionais pela Prefeitura. “A saída é a municipalização da jornada de trabalho de 30 horas, que valeria apenas para servidores públicos”, destacou.

 

‘Pesado’

“É muito pesado cuidar da saúde do outro, é muita responsabilidade; não por acaso a jornada de trabalho do médico é de 24 horas semanais. Precisamos lembrar que o profissional de Enfermagem é quem passa as informações sobre o paciente para o médico e que a pandemia mostrou para a sociedade a nossa importância”, argumentou a deputada Enfermeira Rejane.

 

Melhora

Ela ressaltou que a melhoria depende do empenho e da união da categoria dos enfermeiros. “Em alguns lugares a Enfermagem já conquistou as 30 horas semanais, mas é preciso que isso seja regulamentado, garantido. O Município precisa colocar a jornada de trabalho da Enfermagem em lei”, apontou a deputada.

 

Apoio

O presidente da Câmara de Resende, Reginaldo Engenheiro Passos, por sua vez, declarou que vai fazer o possível para manter a luta da categoria em evidência e declarou que a Casa já está se movimentando para cobrar do Executivo a regulamentação das 30 horas para os enfermeiros. “Estaremos de portas abertas para receber e aprovar a iniciativa do Executivo nesse sentido. Os enfermeiros são o principal pilar da Saúde e essa conquista será a correção de uma injustiça histórica”, defendeu.

 

No Brasil

Em nível federal, o projeto de lei que propõe a adoção da jornada de 30 horas semanais para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem (PL 2.295/00) foi tema de debate na Câmara dos Deputados, em Brasília, nos últimos dias. O projeto está em tramitação há mais de 20 anos, mas representantes de entidades de classe afirmam que tal reivindicação teve início no Brasil em 1955.

 

Sem volta

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado (Agetransp) respondeu a um ofício enviado pela CPI dos Trens, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), informando que não há previsão de retorno das linhas expressas no ramal Santa Cruz, e que o tema ainda está sendo estudado.

 

Comunica

A presidente da CPI, deputada Lucinha (PSD), comunicou a resposta da Agetransp em audiência pública da comissão, realizada nesta segunda-feira (16/05), para ouvir o presidente da Companhia Estadual de Engenharia de Transportes e Logística (Central Logística), Flávio Vieira, sobre problemas estruturais nas linhas ferroviárias de passageiros.

 

Solicita

Lucinha solicitou ao presidente da Central que envie, no prazo de 15 dias, um inventário atualizado discriminando todo o patrimônio da companhia. A parlamentar lamentou a ausência de prazo para retorno dos trens expressos no ramal Santa Cruz e destacou que o serviço não é bom por negligência dos órgãos de estado: “Se o sistema está tão deficiente é porque o poder público nunca deu atenção”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document