domingo, 29 de março de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Indústria otimista

Indústria otimista

Matéria publicada em 21 de fevereiro de 2020, 21:35 horas

 


O Índice de Confiança do Empresário Industrial Fluminense (ICEI-RJ) fechou o último trimestre de 2019 em 63,5 pontos, representando melhora na comparação com o trimestre anterior (56,8 pontos).

***

O indicador de opinião empresarial é composto pelas avaliações do momento atual e das expectativas para os próximos seis meses.

***

O índice varia de 0 a 100 pontos, com os resultados acima de 50 indicando melhora ou otimismo, e abaixo registrando piora ou pessimismo na avaliação empresarial.

 

Melhora

Conforme levantamento da Firjan, tantos os indicadores para as condições atuais quanto para os próximos meses apresentaram melhora relevante no último trimestre. O indicador de Condições Atuais registrou 56,2 pontos e o indicador de Expectativas para os próximos meses atingiu 67,1 pontos. Por fim, a expectativa de contratação de funcionários se mantém tímida diante da ainda elevada ociosidade na capacidade de produção.

 

Reformas

As oscilações no ICEI-RJ ao longo de 2019 relevam que a manutenção da confiança dos empresários está atrelada à concretização das reformas estruturais. “Como o setor privado terá papel fundamental na retomada da economia, já que a capacidade de investimento do setor público está limitada pela situação fiscal, é essencial um ambiente de negócios mais eficiente”, destaca a analista de Estudos Econômicos da Firjan, Carolina Lopes Neder

 

Conscientização

O vereador De Araújo (MDB) apresentou à Câmara Municipal indicação propondo à Prefeitura a realização de campanha de conscientização sobre o uso de vagas exclusivas a idosos e pessoas com deficiência (PCDs). A mensagem foi aprovada por unanimidade, durante sessão. De acordo com o vereador, é notório o desrespeito de muitos motoristas e motociclistas, ao estacionarem, indevidamente, tanto nas vagas públicas espalhadas pelas cidades, ou até mesmo nas vagas privadas, localizadas em shoppings e supermercados do município.

 

Parceria

– Outra boa alternativa, visando conscientizar as pessoas sobre este assunto, é também ter à frente de uma campanha educativa os próprios estabelecimentos comerciais, uma vez que esta é uma responsabilidade não só do poder público, mas de toda a sociedade – salientou o vereador.

Segundo a Unesco, 24 por cento da população brasileira tem algum tipo de deficiência, seja visual, auditiva, física ou mental.

 

Atividade

A Sondagem Industrial da Firjan, um levantamento trimestral que divulga números da indústria no estado, mostra que a Região Sul Fluminense fechou o último trimestre de 2019 com queda em seu volume de produção, quando comparado ao trimestre anterior (40,8 pontos – indicador abaixo de 50 pontos indica queda e acima de 50 pontos indica aumento). Esse movimento gerou impactos negativos nos estoques, que apresentaram queda e ficaram abaixo do planejado.

 

Emprego

Mesmo com a lenta recuperação da região em 2019, a quantidade de empregados no Sul Fluminense apresentou melhora quando comparado ao quarto trimestre de 2018. Alinhado a isso, a Utilização da Capacidade instalada da indústria no último trimestre foi de 64%, o que representa melhora quando comparado ao mesmo período do ano anterior (61%). Com isso, a média do ano de 2019 (de 64%) registrou avanço frente a 2018 (58,8%).

 

Finanças

Por outro lado, mesmo com uma melhora de acesso ao crédito (40,8 pontos) e na margem de lucro operacional (44,2), a avaliação dos empresários do Sul Fluminense sobre a situação financeira de suas indústrias reduziu no final de 2019 (40 pontos). Vale destacar que, na comparação com o mesmo período de 2018 (39,2 pontos), a avaliação quanto ao indicador melhorou.

 

Perspectiva

Para o presidente da Firjan Sul Fluminense, Antônio Vilela, os resultados do ano passado parecem não abalar as expectativas para 2020. “Em 2019 não tivemos aquela melhora esperada, apesar de termos sido melhores que 2018, mas ainda não levantamos voo. Contudo para 2020 o cenário é de boas expectativas para os negócios em si. Só a questão dos investimentos que não acompanha ainda a mesma percepção otimista”, avalia.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document