quinta-feira, 15 de abril de 2021 - 20:12 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Limpeza contra a Covid-19

Limpeza contra a Covid-19

Matéria publicada em 18 de março de 2021, 21:09 horas

 


A Câmara Municipal de Volta Redonda passou na tarde de quinta-feira (19), por uma sanitização, ou seja, uma limpeza total em todos os ambientes.

***

O atual presidente do Legislativo, vereador Nilton Alves de Faria, o Neném, tem usado todas as formas de prevenção e seguido, rigorosamente, as normas de acordo com a OMS e o que preconiza a Secretaria de Saúde Municipal, para garantir condições de trabalho aos servidores e proteger a todos do Covid-19, inclusive o cidadão que frequenta a CMVR.

***

De acordo, com Ana Cecília, administradora empresa responsável pelo serviço, a sanitização é segura, os produtos usados não mancham e nem são tóxicos, podendo logo após 15 minutos, voltarem ao local pra continuar seus trabalhos.

***

Garante que 99% dos vírus e bactérias são exterminados, e há necessidade de uma vez por semana para manter o local sempre sanitizado e bem limpo.

***

Neném diz que não poupará esforços na garantia que a Câmara fique bem segura e continue a combater o Covid-19- declara.

Autorização em Resende

A Câmara de Vereadores de Resende aprovou o projeto de lei que autoriza o município a comprar vacinas contra a Covid-19. O projeto de lei, de autoria de Executivo, ratifica o protocolo de intenções firmado entre cidades brasileiras. A aprovação ocorreu em primeira e segunda votação, em caráter de urgência especial. Além da vacina, a medida autoriza a compra de insumos e equipamentos na área de saúde, para o combate à pandemia. O projeto segue agora para a Executivo, para sanção e publicação.

Para garantir

-A ideia é que as prefeituras possam comprar as vacinas caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, não seja capaz de suprir toda a demanda – frisou o presidente da Câmara, vereador Reginaldo Engenheiro Passos (Podemos).

Adesões

Segundo o subprocurador do Município, Rogério Stefano, que esteve ontem à tarde na Câmara, debatendo o projeto com os vereadores, atualmente o consórcio conta com a adesão de 1.073 cidades. “Em 24 de fevereiro de 2021, o Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu aos municípios a competência constitucional para compra de vacinas, direto dos laboratórios. Com isso, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) sugeriu aos municípios a participação de um consórcio, para negociação e compra das vacinas, salientou ele.

Barganha

Ainda de acordo com o Stefano, “com esse consórcio, quanto mais municípios, aderirem, melhor será o preço e melhor o prazo de entrega das vacinas”.

Apoio da ministra

Encontrar parentes desaparecidos virou o drama de muitas famílias brasileiras. Quando se trata de crianças e adolescentes a preocupação e a necessidade de agilidade ficam ainda maiores. Foi pensando nesse alto índice registrado no Brasil que o deputado federal Delegado Antonio Furtado se reuniu, virtualmente, com a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, para explicar as motivações e funcionamento do Projeto de Lei 611/2021, protocolado na semana passada.

Positiva

– Essa será uma Lei muito positiva e que pode trazer solução para o drama de famílias que sofrem muito com o desaparecimento de crianças e adolescentes. Só quem passa por uma situação dessas, ou trabalha diretamente com essas famílias, como é o caso dos policiais, sabem o tamanho da dor de ter um parente desaparecido. Nossas assessorias técnicas já estão trocando informações para viabilizar a implantação dessa Lei. Vamos entrar com um pedido de urgência na Câmara para que o projeto seja pautado e analisado com rapidez no plenário – afirmou o deputado.

Estudos

Estudos realizados pelo Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos do Ministério Público (Plid) apontam que as  primeiras 48 horas são consideradas fundamentais para encontrar a criança ou o adolescente desaparecido. Após esse período, as chances de a criança nunca ser encontrada sobem para 70%. Por isso a importância do projeto de Lei 611/2021. Com a aprovação, as empresas de telefonia móvel terão a obrigatoriedade de emitir alerta a todos os seus usuários sobre o desaparecimento de crianças e adolescentes no Brasil, assim que o caso for registrado na delegacia. Uma proposta semelhante foi apresentada na Alerj pelo deputado estadual Alexandre Knoploch e sancionada pelo governador Cláudio Castro.

Números

– No Brasil, por hora, desaparecem 8 pessoas. Metade são crianças e adolescentes. Isso soma, cerca de, 50 mil desaparecidos por ano. Um projeto de Lei semelhante já se tornou Lei no Rio de Janeiro e agora temos a possibilidade de fazer com que seja uma Lei Federal – explicou o deputado.

Pelo mundo

Nos Estados Unidos, França, Irlanda, Países Baixos, Reino Unido e Malásia possuem sistemas de alertas para casos de desaparecimento bem parecidos com a proposta apresentada pelo deputado federal Delegado Antonio Furtado. Nesses países, a abrangência da Lei é ainda maior. O alerta é  enviado pelas estações de rádio, televisão, e-mail, sinais eletrônicos de trânsito, outdoors eletrônicos e mensagens de texto por wireless.

Elogia

– Essa é uma iniciativa extraordinária! Estou aqui celebrando com seu projeto de lei. Nosso objetivo aqui é deixar um grande legado, esse projeto será um deles. No que depender de mim, vou nos gabinetes lutar para que seu projeto seja aprovado imediatamente. Nossas equipes técnicas já estão alinhadas para começar a trabalhar na viabilidade e aprovação – finalizou a ministra Damares Alves.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Neném na verdade quer é manter o contratinho com a empresa né!!! (Sabe-se lá porquê). Garanto que lá na Infraestrutura tem gente capacitada para fazer a sanitização da câmara, tal qual fazem em estabelecimentos da PMVR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document