quarta-feira, 28 de julho de 2021 - 16:31 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Misterioso

Misterioso

Matéria publicada em 8 de julho de 2016, 20:43 horas

 


Um assíduo frequentador dos corredores da Câmara Municipal de Volta Redonda – daqueles que não disputam cargo no voto, mas estão sempre na equipe de quem tem mandato – confidenciou à coluna Mosaico que pode aparecer mais um nome na corrida pela prefeitura.
***
De acordo com a fonte, será alguém que não estava na lista de prefeitáveis até agora, mas vai chegar para “sacudir a roseira” da sucessão.
***
O detalhe: o rapaz não revela nem sob tortura quem seria esse pré-candidato que surgiria no cenário político às vésperas das convenções e com apoio de lideranças graúdas.

Vetos I
A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota nesta segunda-feira (11), durante sessão extraordinária, das 9h às 18h, 98 projetos de lei aprovados pela Casa que foram vetados total ou parcialmente pelo governador. Caso obtenha 36 votos favoráveis, o veto é derrubado e o projeto se transforma em lei.

Vetos II
Entre os projetos que serão votados estão propostas para o reaproveitamento de alimentos descartados em supermercados e feiras; a reserva de vagas de emprego para mulheres vítimas de violência doméstica; a criação de um programa para facilitar o acompanhamento de processos pelos presos do estado, além de projetos sobre o combate à dengue e a zika e a criação de um banco de doação de remédios, e um programa para o reaproveitamento de alimentos que são desperdiçados em supermercados e feiras.

Presos com transtorno mental I
Representantes da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro se encontraram, nesta sexta-feira (08), com integrantes do Comitê de Combate e Prevenção à Tortura da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) para discutir propostas de melhorias nas condições de tratamento de pessoas com transtornos mentais no sistema prisional.

Presos com transtorno mental II
A defensora pública Patrícia Magno defendeu o fim dos manicômios, cujos funcionários não têm preparo para cuidar das pessoas, e uma integração dos sistemas de saúde e de assistência social, garantindo tratamento especializado aos indivíduos nessas condições. “A ideia é que os presos dessas instituições tenham o mesmo atendimento psiquiátrico e de saúde mental daqueles que estão livres. A manutenção de pessoas em manicômios judiciários, destinados às pessoas que conflitaram com a lei, cria condições diferentes para o tratamento e nós entendemos isso como uma tortura institucional. O Comitê pode enfrentar essa situação, sendo um potencializador do debate sobre essa rede de assistência que precisa existir”, declarou Patrícia.

Presos com transtorno mental III
A consciência das condições de tratamento às pessoas com transtornos psicológicos é compartilhada pelos integrantes do Comitê. Segundo Graziela Sereno, integrante do Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura (MEPCT) da Alerj, é preciso uma formação especializada para lidar com pacientes cujo convívio é mais difícil.

Carteira digital I
A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira (06), proposta permite a motoristas apresentar documentos de porte obrigatório, como carteira de habilitação e documento do veículo, em formato digital, desde que comprovados por certificação válida.

Carteira digital II
Foi aprovado o substitutivo da relatora, deputada Margarida Salomão (PT-MG), para o Projeto de Lei 2006/15, do deputado Tenente Lúcio (PSB-MG). A relatora apresentou parecer pela aprovação da matéria, mas sugeriu um novo texto para especificar que a emissão dos certificados siga os padrões da infraestrutura de chaves públicas brasileira (ICP-Brasil).

Padrões
A ICP-Brasil é um conjunto de padrões técnicos e regulamentos elaborados para suportar um sistema criptográfico aplicado a certificados digitais e busca assegurar a credibilidade e a confiança de transações entre titulares de certificados digitais e detentores de chaves públicas.

Pagando a água no banco
O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Angra dos Reis conta com um novo contrato de serviços bancários para dar mais praticidade e conforto aos seus consumidores. Desta vez é o Banco Bradesco que vem oferecer mais opções, disponibilizando vários canais de recebimento das contas do Saae.

Formas de pagamento
Dentre essas novas possibilidades estão: Internet pessoa física, terminal gerencial, internet pessoa jurídica, internet banking via site, mobile bank, BDN, Pag Contas Expresso,  e Bradesco Expresso.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document