Na rodoviária

by Agatha Amorim

Foto: Wagner Gusmão

O secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro (Setur-RJ), Gustavo Tutuca, visitou na manhã desta terça-feira (20/02), a Rodoviária do Rio.

***

A visita começou pelo novo Espaço de Apoio ao Turista #tônoRio, recentemente inaugurado pela Setur-RJ, em parceria com a Rodoviária do Rio S/A.

***

A sala, de 52m2, fica na área de desembarque e conta com recepcionistas bilíngues para os turistas tirarem dúvidas e conhecerem opções de roteiros, atrativos, além da folheteria e artesanato das 12 regiões turísticas, que compõem o Estado.

***

Tutuca foi recebido pelos diretores da concessionária Roberta Faria e Marcel Rocha, além da Head de Comunicação, Beatriz Lima.

 

Crescimento

Com o aumento da procura por viagens de ônibus, principalmente nos últimos anos, o transporte rodoviário tem sido um grande propulsor da atividade econômica e turística de nosso Estado. Queremos estreitar ainda mais a parceria com a Rodoviária do Rio, aproveitando as ótimas instalações que conhecemos aqui, para divulgar os atrativos das 12 regiões turísticas do RJ – disse Tutuca.

 

Redução de Riscos

Uma parceria oficializada em 2022 vai começar a gerar frutos no que diz respeito à redução de riscos em incidentes climáticos em Angra dos Reis. A Prefeitura de Angra e a UFF vão produzir um Plano Municipal de Redução de Riscos (PMRR), cujas diretrizes foram debatidas nesta terça-feira (20), em reunião na sede da Defesa Civil.

 

Objetivo

O principal objetivo do PMRR é oferecer um plano estratégico para o monitoramento, redução ou controle das situações de riscos em áreas mapeadas do município. Além disso, a ideia é também incorporar o conhecimento das comunidades na elaboração desse mapeamento e na proposição de ações, gerando uma coprodução e, como consequência, uma apropriação dos moradores relacionada ao planejamento.

 

Etapas

O PMRR será iniciado em abril de 2024 e finalizado em setembro de 2025, contando com cinco etapas: planejamento da execução, mapeamento de risco, plano municipal de redução de risco, levantamentos complementares e sumário executivo e devolutivas. Além da participação de profissionais da UFF e da população que vive em áreas de risco, a Prefeitura de Angra, por meio de diversas secretarias, fará parte da ação com um comitê municipal estipulado por decreto.

 

Agrônomos

A Alerj aprovou, nesta terça-feira (20/02), em discussão única, indicação legislativa de autoria do deputado Jair Bittencourt (PL) que solicita ao Governador Cláudio Castro o envio de mensagem ao legislativo para reconhecer os engenheiros agrônomos que atuam na Defesa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro como fiscais, concedendo-lhes os mesmos poderes e a mesma gratificação por atividade atribuídos aos médicos veterinários, zootecnistas e biólogos. A indicação prevê alterar a redação do artigo 18 da Lei 6.849/2014, que dispõe sobre a criação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração da Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária do Rio de Janeiro.

 

Defesa

Vice-presidente da Comissão de Agricultura, e membro da Comissão de Saúde da Alerj, Jair Bittencourt também apresentou, em 2023, um projeto de lei na Alerj para classificar a Defesa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro como de interesse público e serviço essencial na área de Saúde. O objetivo da proposta é garantir a segurança alimentar da população fluminense, evitando doenças transmitidas pelo consumo de produtos de origem animal ou vegetal.

 

Justifica

Na justificativa da indicação legislativa aprovada, nesta terça-feira, o deputado afirma que o trabalho dos fiscais que atuam na Defesa Agropecuária vai muito além de inspecionar a produção, desempenhando a vigilância sanitária e epidemiológica, cadastrando, auditando as propriedades agropecuárias e outros estabelecimentos que exerçam atividades relacionadas com a produção, industrialização, manipulação, armazenamento, comercialização ou utilização de insumos, produtos ou subprodutos agropecuários e agroindustriais, de origem vegetal, e os de uso agronômico

 

Análises

Além disso, os servidores realizam análises de interesse fito e zoossanitário, especialmente as destinadas à identificação, diagnóstico ou confirmação de pragas e doenças, verificando a conformidade de insumos, tais como agrotóxicos, produtos e subprodutos agropecuários, evitando zoonoses e doenças transmitidas por alimentos, além de possibilitarem a abertura de novos mercados consumidores.

 

Haff

A Alerj aprovou em primeira discussão o Projeto de Lei 6.142/22, de autoria do deputado Dr. Deodalto (PL), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (20/02), em primeira discussão. O texto ainda precisa ser votado em segunda discussão pela Casa. A iniciativa cria um programa de prevenção à Síndrome de Haff. A doença consiste em uma lesão do músculo esquelético, relacionada à ingestão de pescado, que pode levar o indivíduo à morte. A instituição do programa consta no

 

Informações

O programa tem o objetivo de conceder informações sobre a doença para potencializar as ações desenvolvidas pelo Poder Executivo, a fim de ampliar o seu alcance e sensibilizar a população. Através do Sistema Único de Saúde (SUS), o Executivo poderá providenciar a realização de exames clínicos e laboratoriais, assim como campanhas de orientação, prevenção e tratamento. O governo ainda poderá estabelecer cooperação técnica com os municípios e unidades privadas de saúde para a realização dos exames.

 

Sintomas

A Síndrome de Haff caracteriza-se pelo surgimento de sintomas como rigidez muscular, falta de ar, dormência, urina escura (mioglobinúria) e evolução para um quadro de insuficiência renal aguda. Os sintomas iniciam-se em menos de 24 horas após a ingestão de pescado. Apesar de a medicina explicar a relação da doença com a ingestão desses alimentos, sua causa ainda não foi identificada.

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996