domingo, 25 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Nas telinhas

Nas telinhas

Matéria publicada em 12 de julho de 2019, 22:07 horas

 


O Tarifa Comercial Zero foi destaque, em nível nacional, no programa GloboNews Em Movimento.

***

O projeto, que funciona através de um ônibus elétrico que liga os quatro centros comerciais de Volta Redonda, é gratuito a população.

***

Isso através de um transporte que não emite poluentes, conta com carregadores de celular e rede wi-fi.

***

O Tarifa Comercial Zero transporta por dia cerca de três mil passageiros através de um transporte sustentável.

***

Em post em sua página em uma rede social, o prefeito Samuca Silva afirmou que  vai ampliar esse projeto em breve.

***

“É uma ideia inovadora e reconhecida agora nacionalmente”, disse.

***

O programa da Globo News tratou do transporte público do futuro, da melhor mobilidade urbana das cidades e da sustentabilidade desse transporte.

 

Maçarico

A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-RJ) realizou, ontem e hoje (11 e 12/07), a Operação Maçarico III. Nesta ação, 20 auditores fiscais da Fazenda Estadual (AFREs) verificaram 34 estabelecimentos suspeitos de terem emitido mais de R$ 1,1 bilhão em notas fiscais sem que as operações de venda tenham de fato ocorrido. Assim, essas empresas noteiras, ou seja, de fachada, fornecem créditos de ICMS para outras empresas, que acabam pagando menos impostos. O valor transferido de créditos por esses contribuintes chega a R$ 122 milhões.

 

Verificando

Durante a operação, foi fiscalizada a real existência das empresas e a efetividade das suas atividades, por meio da verificação dos dados cadastrais, de entrevistas com funcionários, responsáveis e vizinhos e da coleta de documentos como contas, alvará de funcionamento e quadro de empregados. A fiscalização aconteceu na capital e nas cidades de Belford Roxo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Japeri, São Gonçalo, Campos, Bom Jesus do Itabapoana, Itatiaia, Itaperuna, Nova Friburgo, Porciúncula, Porto Real, Resende, e Saquarema.

 

Sem empresa

Das empresas visitadas, 30 não foram encontradas nos endereços que constam do cadastro da Secretaria de Fazenda. Em Bacaxá, Saquarema, na Região dos Lagos, os fiscais encontraram uma igreja e uma empresa de serviços onde deveria haver um estabelecimento de comércio de produtos minerais.

 

Suspeitas

“Caso as suspeitas de irregularidade sejam confirmadas, a empresa será impedida preventivamente de atuar e, posteriormente, terá a inscrição estadual cancelada, conforme prevê a legislação. Dessa maneira, os créditos de ICMS indevidos serão invalidados e os reais beneficiários, responsabilizados”, explicou o superintendente de Fiscalização da Sefaz-RJ, Rodrigo Aguieiras.

 

Etapas anteriores

Nas duas primeiras etapas da Operação Maçarico, realizadas em janeiro e março deste ano, foram fiscalizadas 252 empresas e abertos 200 Procedimentos Administrativos para Cancelamento de Inscrição Estadual (PCANs). Durante o andamento desses processos, as empresas têm as suas inscrições estaduais preventivamente impedidas, ficando proibidas de emitir notas fiscais.

 

Arrecadação

A Operação Maçarico III é a 26ª realizada este ano pela Sefaz-RJ para combater a sonegação e fortalecer a arrecadação de impostos. O trabalho também tem um forte caráter educativo, já que muitas empresas têm procurado a Fazenda voluntariamente para acertar o pagamento de impostos em atraso.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar

    Sensacional

  2. Avatar

    Parabéns para nós.

  3. Avatar

    Tarifa zero não existe, mas o programa temos que elogia por ser zero poluente, parabéns pelo projeto mas tem que haver uma maior extensão deste projeto inclusive para as empresas de ônibus na cidade movido á petróleo incentivo a este projeto para empresas de ônibus é uma boa para extensão deste projeto Samuca Silva, continua com esse projeto tarifa “zero” e ZERO poluente.

  4. Avatar
    capeta da grota do Santa cruz

    criou fama deite na cama….

  5. Avatar

    Tarifa zero pra quem não paga imposto pois nada e de graça e fazer caridade com dinheiro alheio e fácil

    • Avatar

      Vc também paga imposto igual quando paga a passagem nos ônibus convencionais. Ademais, VR é uma das poucas cidades brasileiras que dispõem desse serviço, que só pelo fato de ser conceitual, moderno e limpo já tem meu apoio… Criticar é fácil, mas elogiar é como parir um elefante pela uretra…

Untitled Document