domingo, 24 de outubro de 2021 - 07:06 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Negócio da China

Negócio da China

Matéria publicada em 8 de setembro de 2015, 20:08 horas

 


As maiores altas registradas no pregão da Bolsa de Valores de São Paulo nesta terça (8) foram de siderúrgicas: a ação preferencial (sem direito a voto) da Usiminas subiu 8,38%, para R$ 3,75; a ação ordinária (com direito a voto) da CSN ganhou 6,45%, indo a R$ 4,29, e os papéis preferenciais da Gerdau tiveram alta de 5,08%, fechando a R$ 3,72.

***

O motivo da alta: informações de que o governo chinês vai tomar medidas de incentivo ao crescimento econômico.

***

Quando os chineses têm crescimento econômico, aumenta o apetite oriental por aço e os preços sobem no mundo inteiro.

***

Essa é a lógica da alta.

***

Detalhe: a situação real não mudou da água para o vinho, pelo menos ainda.

***

Mas os investidores perceberam os sinais e anteviram uma melhora no cenário, lá adiante.

***

Como as ações das fabricantes brasileiras de aço estavam a preço de banana, eles correram às compras, o que gerou a alta.

***

Tudo questão de expectativa, confirmando que geralmente as bolsas de valores antecipam e intensificam o comportamento da economia “real”.

***

Tomara que eles tenham acertado e o motor chinês da economia mundial realmente acelere.

 

Rindo à toa I

Resende ganhou mais uma vez o Prêmio Brasil Sorridente, do Conselho Federal de Odontologia, entre municípios de 50 mil a 300 mil habitantes. O objetivo da premiação é incentivar os municípios que se destacam na implantação e efetivação das políticas locais de saúde bucal. Além do reconhecimento, Resende deve ganhar um consultório odontológico e kits de higiene bucal, que serão distribuídos para a população.

 

Rindo à toa II

Desde 2010, a Saúde Bucal de Resende é considerada como a melhor do estado do Rio de Janeiro. Nesse ano, o município alcançou o quinto lugar em nível nacional. Em 2011, ficou na segunda posição no nacional e, em 2012, obteve a terceira colocação entre os municípios de 50 mil a 300 mil habitantes do Brasil. O primeiro lugar veio pela primeira vez em 2013 e depois em 2014.

 

Rindo à toa III

Entre as práticas destacadas pelo superintendente de Saúde Bucal de Resende, Osvaldo dos Santos, que levaram à conquista do prêmio estão o aumento no número de próteses e de implantes. No primeiro semestre de 2014, por exemplo, foram realizadas 489 próteses, passado para 545 no mesmo período deste ano. De janeiro a junho do ano passado, foram realizados 30 implantes, enquanto que no mesmo período deste ano o número chegou a 40.

 

Plano I

O governador Luiz Fernando Pezão anunciou, nesta terça-feira (8/9), o vencedor da licitação internacional para a preparação do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana, que vai definir ações estruturantes, como mobilidade e saneamento, em apoio aos 21 municípios da região, incluindo a capital.

 

Plano II

O consórcio escolhido é liderado pelo escritório do arquiteto e urbanista Jaime Lerner, por meio da Jaime Lerner Associados, e integrado pela Quanta Consultoria, e Barcelona Regional Urban Development Agency – responsável pela revitalização da cidade catalã, para a Olimpíadas de 1992. Na mesma ocasião o governador Pezão assinou o projeto de lei que cria uma autarquia governamental para decidir assuntos de interesse comum da Região Metropolitana, cuja gestão passará a ser compartilhada pelo Governo e municípios da região.

 

Plano III

Com investimento de 3 milhões de dólares do Banco Mundial, o plano vai incluir os municípios de Rio de Janeiro, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica, Tanguá, Itaguaí, Rio Bonito e Cachoeiras de Macacu.

Plano IV

O processo de seleção começou em agosto de 2014 e contou com a participação de 25 consórcios,com 34 empresas. Esse processo começou logo após a criação, pelo Governo do Estado, da Câmara Metropolitana de Integração Governamental, em agosto de 2014, para promover a integração de políticas urbanas desenvolvidas pelo Estado e pelos municípios da Região Metropolitana, que coordenou a seleção e vai participar da estruturação do próprio plano, junto com o consórcio vencedor.

 

Plano V

De acordo com o diretor-executivo da Câmara Metropolitana, Vicente Loureiro, as áreas estratégicas de execução do plano vão envolver aspectos de mobilidade, saneamento, resiliência, uso do solo e comunicação.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document