sexta-feira, 17 de setembro de 2021 - 14:10 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Ocupação

Ocupação

Matéria publicada em 2 de janeiro de 2017, 22:10 horas

 


A Secretaria de Ordem Pública realizou na tarde desta segunda-feira ( 2), a retirada pacífica de aproximadamente 50 pessoas que ocupavam a área da antiga Edimetal (Polo Industrial), entre a Vila Maria e a Via Dutra.
***
A ação contou com o apoio da Guarda Municipal, da Defesa Civil e da Polícia Militar. Os ocupantes já estavam demarcando seus lotes há cerca de duas semanas e concordaram em desocupar a área no mesmo dia.
***
Na manhã desta terça-feira, dia 3, a Guarda Municipal realizará outra ronda para certificar que a desocupação foi realizada.

Reunião
Na próxima semana, a Secretaria de Ordem Pública vai marcar uma reunião com os líderes da invasão para conversar novamente sobre essa questão.

Sabendo
O líder da ocupação, Daniel Fernando, disse que desde o início sabia que aquela propriedade era pública, concorda em retirar o grupo do local e conversar da maneira correta, mas que todos vão lutar pelo espaço. “Sei que estamos fazendo a coisa errada e concordo em fazer a coisa certa. Temos família, somos trabalhadores e estamos lutando por um pedaço de terra”, afirmou.

Explicação
O secretário de Ordem Pública, Furlani, explicou para o grupo de ocupantes que a área foi desapropriada para a construção de um polo industrial, com o intuito de gerar emprego, renda e desenvolvimento econômico para Barra Mansa. “Ainda não sabemos o que vai acontecer nesse local, mas não foi destinada a ser uma área residencial. Peço que montem uma comissão para encontrar uma solução, queremos preservar o que é certo. Vamos buscar juntos a melhor forma de ajudar vocês”, disse o Secretário.

Na Câmara I
Em seu primeiro dia como presidente da Câmara de Barra Mansa, o vereador Marcelo Borges apresentou suas propostas, para seu terceiro mandato na presidência da casa legislativa. Assim como nos mandatos anteriores, sua gestão atual tem como prioridade o uso correto do dinheiro público e a transparência.

Na Câmara II
De acordo como o parlamentar, a participação da população e das entidades civis organizadas é essencial para a boa administração da cidade, principalmente após um mandato no Executivo que deixou Barra Mansa vivendo caos nos serviços públicos.

Lei seca I
Os agentes da Operação Lei Seca abordaram durante as festas de fim de ano 7.661 motoristas. Destes, 590 foram pegos embriagados, tiveram a habilitação recolhida e terão o direito de dirigir suspenso por um ano e, ainda, responderão administrativa e criminalmente. Entre os dias 23 e 25 de dezembro e 30 de dezembro e 1° de janeiro, 1.694 condutores foram multados e 228 veículos foram rebocados. Os agentes realizaram mais de 6 mil testes com o bafômetro.

Lei seca II
Neste período de festas, todo o efetivo da Lei Seca, que conta com 250 agentes, foi mobilizado, resultando em 76 operações, entre blitzes de fiscalização e campanhas educativas. Os cadeirantes da Operação realizaram um trabalho de conscientização em pontos estratégicos da cidade, alertando a população sobre os perigos de misturar álcool e direção.

Balanço
A Operação Lei Seca é uma campanha educativa e de fiscalização, de caráter permanente, lançada em março de 2009, pela Secretaria de Estado de Governo. Desde então, até a madrugada de 31/12/2016, foram realizadas mais de 17 mil operações, 2.393.623 motoristas foram abordados e foi comprovada a alcoolemia em 165.920 pessoas. Neste período também foram multados 459.840 motoristas, 89.541 veículos foram rebocados e 156.970 carteiras de habilitações foram recolhidas.

Modelo
O sucesso do programa  também serviu de inspiração para outros estados do país e o exterior: 20 delegações brasileiras, entre elas Pernambuco, Acre, Rondônia e Alagoas e duas delegações internacionais, da Venezuela e Espanha, enviaram comitivas ao Rio de Janeiro a fim de importar o modelo de gestão da Lei Seca fluminense.

Mudança na Dutra
A CCR NovaDutra vai retomar as obras de modernização da ponte sobre o Ribeirão das Lajes, localizada no km 215 da pista sentido São Paulo da via Dutra, divisa entre Paracambi e Seropédica, na Baixada Fluminense. Os serviços foram temporariamente interrompidos no período das festas de final de ano, em função do aumento do volume de tráfego na rodovia.

Interdição
Para prosseguir com a execução da fundação da ponte, a Concessionária interditará a faixa da esquerda no trecho e o trânsito fluirá pela faixa da direita, que terá limite de largura de 3,50 metros. A alteração na configuração do tráfego será realizada nesta terça (3), a partir das 8h, e pode ser adiada ou interrompida em caso de chuva.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document