quarta-feira, 1 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Olha o trem!

Olha o trem!

Matéria publicada em 19 de fevereiro de 2020, 22:26 horas

 


A VLI promoveu nesta quarta-feira (19) a blitz educativa “Pare, Olhe e Escute – Antes de Cruzar a Linha” em Barra Mansa, onde está situado trecho da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), administrada pela empresa.

***

A ação, que contou com a distribuição de folhetos impressos com informações sobre como proceder nas proximidades da linha férrea, foi realizada nos cruzamentos das ruas Duque de Caxias e Alberto Mutel, no centro da cidade.

***

O evento contou com o apoio do Sindicato dos Ferroviários, da Secretaria Municipal de Ordem Pública e da Guarda Municipal.

***

Além de períodos festivos como o Carnaval, a VLI realiza campanhas de conscientização durante todo o ano em cidades por onde passam a FCA e a FNS.

***

A empresa também tem investido regularmente em ações que visam reforçar a segurança ao longo das vias.

***

Entre as medidas adotadas estão a ampliação das sinalizações em passagens de nível e a instalação de mecanismos que emitem sinais sonoros e luminosos quando o trem se aproxima.

 

Decreto de folia

A Prefeitura de Barra Mansa decretou ponto facultativo nas repartições públicas municipais na próxima segunda (24) e quarta-feira (26), retornando as atividades na quinta-feira (27) às 8h. Foi estabelecido ainda que nesta sexta-feira (21), véspera de Carnaval, o expediente será até o meio-dia.

 

Essenciais

Os serviços essenciais como Hospital da Mulher, UPA (Unidade de Pronto Atendimento), Guarda Municipal e coleta de lixo seguirão funcionando normalmente. A Defesa Civil atuará em regime de plantão e em casos de emergências as chamadas devem ser feitas pelo número 199. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) seguirá o mesmo padrão e atenderá através do telefone 135 ou 3512-4333.

 

Proibido

A Comissão do Cumpra-se da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), vai realizar nesta quinta-feira (20/02), às 10h, fiscalização em farmácias do Centro para checar se há venda de cosméticos que contenham microesferas plásticas, como a purpurina. A ação, que contará com a participação do Inea e do Procon, começará na Farmácia Venâncio da Avenida Almirante Barroso, 63, no Centro (perto da Avenida Rio Branco).

De autoria do presidente da comissão, deputado Carlos Minc (PSB), a lei 8.090 bane a fabricação e comercialização no Rio de Janeiro de produtos como shampoos, pastas de dentes e glitters (purpurinas) feitos à base de microplásticos. A recomendação dos fiscais é para que os foliões utilizem os bioglitters (purpurinas biodegradáveis).

 

Juventude

A Comissão Especial da Juventude realiza reunião de encerramento dos trabalhos nesta quinta-feira (20/02), às 14h, na Sala 311 do Palácio Tiradentes. Na ocasião, ocorrerá a leitura do relatório final do grupo com recomendações a orgãos públicos e sugestões de melhorias para os jovens fluminenses. “Desenvolvemos um trabalho de pesquisa, escutas temáticas e mapeamos os problemas de cada região do estado. O mais interessante foi a participação de vários voluntários na mobilização. Esta foi uma comissão para efetivar, sobretudo, a participação política da juventude”, declarou a parlamentar.

 

Comunica

As empresas operadoras de cartões de crédito e débito podem ser obrigadas a comunicar aos seus clientes sobre o bloqueio dos mesmos com até 24 horas de antecedência, devendo ser informado o motivo da medida. É o que propõe o projeto de lei 2.984/17, da deputada Martha Rocha (PDT), que foi aprovado, em primeira discussão, pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta quarta-feira (19/02). O texto ainda precisa ser votado em segunda discussão pela Casa.

 

Prazo

A norma passará a vigorar em até 90 dias após sua publicação e deverá ser regulamentada pelo Executivo. De acordo com o texto, o descumprimento da norma acarretará em punições previstas no Código de Defesa do Consumidor (CDC). “Atualmente, as operadoras podem cancelar ou bloquear cartões sem avisar previamente o consumidor, indo contra Código de Defesa do Consumidor”, criticou a parlamentar.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document