sábado, 19 de setembro de 2020 - 08:49 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Parquímetros em Volta Redonda

Parquímetros em Volta Redonda

Matéria publicada em 22 de dezembro de 2018, 11:00 horas

 


 

O horário do estacionamento rotativo, com cobrança por meio de parquímetros, foi estendido em Volta Redonda devido ao período de festas de final de ano. Outra novidade é que os parquímetros da Rua 33 foram reabertos e já estão em funcionamento.

*
Conforme o decreto nº 15.471, durante o final de ano o horário será ampliado até as 20h. E aos sábados até 18h. Não há cobrança aos domingos e em feriados.

*
Segundo o diretor da Empresa de Processamento de Dados (EPD), Matheus Moreira, todos os parquímetros da cidade estão funcionando com a manutenção em dia. “Estão ativos 42 parquímetros, sendo doze parquímetros no Aterrado, sete na Amaral Peixoto, 16 na Vila, seis na Rua 33 e um na Rodoviária, afirmou Matheus.

*

Aliás
Após a ampliação de vagas de estacionamento na Rua 33, nesse mês de dezembro, foram reativados os parquímetros dessa rua de forma a propiciar maior rotatividade dos veículos. Foram reativados seis parquímetros em toda a avenida. “Os motoristas não devem estacionar nessa rua sem colocar os tickets, caso contrario incorrerão em irregularidades previstas no CTB”, completou Matheus.

E mais
Durante o final de ano foi disponibilizado um ponto de apoio do Estacionamento Rotativo, localizado no quiosque da Vila Santa Cecília, na Rua 12, esquina com a Rua 25. Nesse ponto, além de suporte operacional, também ocorre a troca de moedas, caso o motorista não tenha dinheiro trocado.

O valor cobrado é de R$1,00 por hora e o limite máximo de permanência na vaga é de duas horas seguidas. Após esse período na mesma vaga, o motorista deve procurar outro local para estacionar e solicitar novo tempo de permanência.

Para o prefeito Samuca Silva, o objetivo do sistema rotativo é garantir o rodízio de vagas ocupadas nas ruas, beneficiando principalmente o acesso ao comércio local.

Projeto
A Secretaria de Educação de Barra Mansa e a ArcelorMittal entregaram na manhã desta sexta-feira (21), 53 óculos do Programa Ver e Viver a alunos da rede municipal de ensino. O evento foi realizado no Colégio Municipal Washington Luiz, temporariamente instalado no Ciep 485, no bairro Bom Pastor.

A vice-prefeita, Fátima Lima, o secretário de Educação, Vantoil de Souza, o subsecretário da pasta, Ricardo Rosas, a coordenadora da Educação Básica, Saionara Maciel, o gerente de RH da empresa, Erick Felipe Marques, além dos pais e responsáveis acompanharam a atividade.

Parcerias
Na ocasião, Fátima Lima destacou a importância das parcerias firmadas com empresas comprometidas com o município e o bem estar da comunidade. “Nossos professores tiveram a oportunidade de receber capacitação em acuidade visual visando o encaminhamento dos alunos com possibilidade de apresentar problemas de visão à consulta com especialista”, destacou a vice-prefeita, ressaltando que a boa visão impacta diretamente no desempenho escolar de uma criança.

 

Embargada
Secretaria de Meio Ambiente interdita obras para instalação de torres em Ibicuí e Praia Brava

A Secretaria de Meio Ambiente de Mangaratiba, com apoio do Grupamento de Proteção Ambiental, interditou a instalação de duas torres, uma em Ibicuí e outra na Praia Brava.

Segundo o secretário da pasta, Antônio Marcos, essas torres precisam ter um licenciamento ambiental para instalação.

“Eles são obrigados a comunicar ao órgão ambiental quando eles se instalam. Não existe nenhum processo de licenciamento dentro da prefeitura. Foi feita uma vistoria técnica no local e algumas dessas torres estão instaladas de maneira incorreta, inclusive, com risco. Nesse caso as interdições foram necessárias”, disse o secretário.

Por conta da interdição, os proprietários só poderão realizar manutenção ou algo do tipo nos locais após comparecer ao órgão ambiental para regularizar a situação dos empreendimentos.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

10 comentários

  1. Avatar

    Ué não tinha como concertar os parquímetros agora estão todos funcionando?

  2. Avatar

    E quem vai fiscalizar a parceria GM x flanelinhas da praça Brasil?

  3. Avatar

    “Outra novidade!” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Avatar

    Digníssimo Prefeito, Alem da cobrança por meio de parquímetros, o senhor poderia trocar os conhecidos flanelinhas por agentes de transito, Pq ta chato e caro ter que pagar parquímetro, flanelinha e ainda correr o risco de ter o veiculo furtado.

  5. Avatar

    Se não houver extorsão não vale…

  6. Avatar

    Pagamos o estacionamento e não tem segurança nenhuma se roubar nosso carro prejuízo será do dono e nada mas…

  7. Avatar

    Hoje sábado (22), estacionei na Vila fui em dois parquímetro nenhum deles estava funcionando, as moedas passavam direto.

  8. Avatar

    Só queria saber para onde vai o dinheiro arrecadado nos parquímetros e quem fiscaliza o uso desse dinheiro?
    É muito dinheiro, que tem que entrar nos cofres públicos, com a palavra o MP.

    • Avatar

      Pergunte ao vereador que recebeu o seu voto ou qualquer outro eleito. Eles deveriam fazer isso ao invés de distribuir medalhinhas aos seus cabos eleitorais.

  9. Avatar

    Eu quero saber cade as vagas de motos que foram retiradas da 33 e não foram repostas… Se estacionamos em lugares proibidos somos multados, tirou a de frente do hospital São João Batista e só vai tirando.. Ja haviam poucas vagas agora esta impossível estacionar na Vila. Ajuda ai prefeito

Untitled Document