quarta-feira, 8 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Pedidos atendidos

Pedidos atendidos

Matéria publicada em 18 de novembro de 2019, 22:56 horas

 


A vereadora Rosana Bergone levou pessoalmente à prefeitura duas solicitações da comunidade do Verde Vale, que tiveram solução resolvida e programada, nesta segunda-feira, dia 18.

***

Na primeira delas, o Fundo Comunitário de Volta Redonda (Furban) se comprometeu em recuperar parte do Escadão Serafim Moreira, localizado na Rua 7.

***

E em outra questão, foi resolvido o desentupimento de rede de esgoto do final da Rua Chico Mendes.

***

Ambos os problemas já haviam sido encaminhados ao executivo, através de ofícios pela Câmara Municipal.

 

Visita

Após reunião na prefeitura pela manhã, a vereadora foi com o diretor do Furban, Ronie de Oliveira e o assessor especial da prefeitura, Marcos Vinícius Convençal, o Marcão, ao bairro para conversar com os moradores.  “Fui citada na rede social por não resolver este problema do escadão, que havia sido vistoriado pelo Furban há mais de um ano. Mas eu não faço obras, fiscalizo e encaminho os pedidos para a prefeitura”, explicou a vereadora.

 

Medo

A moradora do local, Lúcia Marques, teme que o escadão possa desabar sobre a sua casa, pois a parte de baixo dele, que fica nos fundos da casa, já caiu. “A prefeitura havia se comprometido em fazer o reforço na escada, mas não viu urgência, pois segundo o Furban, não havia risco de cair.  E hoje, os representantes da prefeitura, viram que o problema está mais grave e interditado pela Defesa Civil, garantiram que começarão as obras nesta terça-feira, dia 19”, afirmou a vereadora, frisando que também foi confirmada a instalação no escadão de três postes de iluminação.

 

Saae

Na outra solicitação, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae-VR) mandou uma equipe para resolver o problema da rede de esgoto da Rua Chico Mendes, após reunião da vereadora com o diretor, José Geraldo, o Zeca.  As famílias do local sofriam com o entupimento da rede de esgoto há 15 dias.

 

Vinda anterior

“O Saae já tinha ido ao local, anteriormente, mas não tinha conseguido resolver. Na semana passada, nós também tivemos lá, chamada pelos moradores, e vimos a gravidade do entupimento, que fazia com que o esgoto retornasse para as casas”, disse Rosana.

 

Solução

“Após o reforço da nossa solicitação e pedido dos moradores, a equipe foi hoje ao bairro, finalmente descobriu onde estava o entupimento e fez a troca das manilhas”, disse Rosana.

Ela ainda informou que a solução definitiva para o problema é a substituição de toda a rede de esgoto deste trecho da rua, com a instalação de manilhas de diâmetro maior.  “Isso é necessário, pois as manilhas atuais foram instaladas no local há mais de 20 anos, quando haviam poucas famílias ali, mas hoje há mais de 30 casas”, concluiu Bergone.

 

Seap

Deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) se reuniram, nesta segunda-feira (18/11), com representantes da Procuradoria-Geral do Estado, do Ministério Público e da Defensoria Pública, para buscar soluções em relação aos concursados da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) dos anos de 2003, 2006 e 2012. A Casa irá solicitar que o Ministério Público e a Defensoria Pública encaminhem à Procuradoria-Geral do Estado um documento informando que não há oposição a um acordo judicial que possibilite que os aprovados sejam convocados pelo Executivo.

 

Presentes

Participaram desse encontro o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), o líder do governo, deputado Márcio Pacheco (PSC), e os parlamentares Danniel Librelon (Republicanos), Flávio Serafini (PSol) e Waldeck Carneiro (PT).

 

Prossegue

Esse foi um desdobramento da reunião que a Assembleia Legislativa teve na última quinta-feira (14/11) com representantes dos concursados da Seap. Na ocasião, Rômulo Carvalho, da comissão dos concursados de 2006, disse que os candidatos já passaram por todos os requisitos, como teste psicológico, mas ainda aguardam a convocação: “São 163 candidatos nessa situação, que poderiam ser chamados para a escola de gestão penitenciária. Estamos tentando construir um entendimento para ver a possibilidade jurídica da nossa convocação”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Ano que vem teremos eleições municipais. As “incelências” precisam começar a fazer alguma coisa mesmo. Senão, a chance de manterem-se na sinecura diminui. Pra que mesmo é que serve a câmara de vereadores ? Muito custo e pouquíssimos resultados pra população.

  2. Avatar

    Vereadora fazendo o trabalho do presidente de associação de moradores. É mole?

    A obrigação da vereadora é LEGISLAR e FISCALIZAR os atos do prefeito. Se estão nas ruas é sinal que arruma tempo para exercerem as suas obrigações. ele bem que podiam criar uma lei no valor de seus subsídios para os presidentes de associações de moradores. Mas nem isso ele vão fazer pq estão nas ruas. kkk kkk

    VAI VENDO aí o que dá votar em candidatos que…

  3. Avatar

    O meu pedido foi negado por falta de recursos financeiros. Um simples recapeamento asfáltico,onde a autarquia do SAAE deixou um enorme buraco após uma manutenção. Recebi um solidário e-mail hoje do aplicativo “FISCALIZAVR” com lamentos sobre a questão. Triste realidade.

Untitled Document