>
quarta-feira, 10 de agosto de 2022 - 17:05 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Prefeito de Pinheiral é internado

Prefeito de Pinheiral é internado

Matéria publicada em 3 de maio de 2022, 09:58 horas

 


Na madrugada de segunda para terça-feira, 03 de maio, o prefeito de Pinheiral, Ednardo Barbosa, sentiu-se mal e deu entrada no Hospital Municipal Prefeito Aurelino Gonçalves Barbosa, no município de Pinheiral.

***

Ele foi encaminhado ao Hospital Unimed, em Volta Redonda

***

Após ser submetido a um cateterismo, o estado de saúde do prefeito é estável e ele está se recuperando bem. .

Agradece

“Agradecemos todo o atendimento prestado ao Ednardo por toda equipe médica e de profissionais da saúde do Pronto Socorro e do Hospital Prefeito Aurelino Gonçalves Barbosa. Ele foi muito bem atendido por toda a equipe médica”, destacou Estanislau Corrêa, Secretário Municipal de Governo de Pinheiral.

 

Décimo-quarto

O deputado federal Delegado Antonio Furtado afirmou que vem reforçando as articulações para que o projeto, que prevê a concessão do 14° salário a aposentados e pensionistas, seja brevemente colocado em pauta e votado em plenário. O parlamentar deve se reunir na próxima semana com o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, deputado Arthur Maia, para esclarecer detalhes da proposta.

 

Apoio

Furtado conta com o apoio dos deputados Ricardo Silva e Pompeo de Mattos, dos ativistas digitais Sandro Gonçalves, autor da sugestão legislativa que estabelece o 14° salário, além de Milton Dantunes, Felipe Britto e João Adolfo.

 

Planejado

O deputado explicou que o benefício foi planejado para auxiliar os aposentados e pensionistas no enfrentamento aos impactos gerados pela pandemia. Isso porque, segundo ele, o 13° salário vem sendo antecipado, e como consequência, os segurados acabam ficando sem uma renda extra no final do ano.

 

Emergencial

– Vale ressaltar que o 14° salário não é um benefício permanente, mas sim temporário, para atender a uma demanda emergencial. A primeira parcela do 13° já começou a ser paga a partir do dia 25 de abril e novamente, em dezembro, os aposentados e pensionistas estarão sem um dinheiro a mais para arcar com as despesas. Por isso, é tão importante conceder esse benefício – destacou.

 

Fonte

Para que a concessão seja efetivada, o parlamentar esclareceu que o primeiro passo é identificar qual será a fonte de custeio para arcar com os gastos. Diante disso, Furtado completou que uma das exigências para a aprovação da proposta é planejar medidas de compensação financeira, já que o 14° salário amplia as despesas públicas.

 

Legislação fiscal

– Esse requisito já foi cumprido para adequar o projeto à legislação fiscal. Para custear esse benefício, uma das propostas é aumentar as alíquotas da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) dos bancos, os quais ano a ano têm lucros incalculáveis e, ao meu ver, devem contribuir para o pagamento deste benefício. Além de ampliar a distribuição de renda, o 14° salário também vai aquecer a economia, fato relevante em um momento de recuperação. Não é uma tarefa fácil, o caminho é longo, mas tenho certeza que o nosso trabalho terá resultados positivos, beneficiando 37 milhões de pessoas – concluiu o deputado.

 

Witzel

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano (PT), entregou ao presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJRJ), desembargador Henrique Carlos Figueira, nesta terça-feira (03/05), o relatório final do processo de impeachment do ex-governador Wilson Witzel. O julgamento, realizado pelo Tribunal Especial Misto (TEM), composto por cinco deputados estaduais e cinco desembargadores, foi finalizado há um ano, no dia 30 de abril de 2021. Por decisão unânime do TEM, Witzel foi afastado do cargo por crime de responsabilidade por participação em irregularidades nos contratos de Organizações Sociais do setor de Saúde durante a pandemia da covid-19.

 

Comprometimento

Ceciliano destacou a lisura e o comprometimento dos envolvidos no processo. “É o primeiro processo de impeachment de governador que chegou ao fim. Não é uma honra, mas garantimos a ampla defesa do réu, e vai ficar na história. Foi um processo sem sobressaltos, sem confusão, resultado de um trabalho conjunto, constitucional e transparente”, afirmou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. É pra todos os aposentados, inclusive, funcionário público ou só pros do INSS?

Untitled Document