quarta-feira, 26 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Reunião com o presidente

Reunião com o presidente

Matéria publicada em 12 de dezembro de 2018, 22:49 horas

 


Nesta terça feira (11/12)  a bancada do Partido Social Democrático – PSD, na Câmara dos Deputados, se reuniu com o presidente da República eleito, deputado Jair Bolsonaro, em Brasília.

***

Bolsonaro falou sobre a situação do País e, segundo o líder do partido na Câmara, deputado Domingos Neto (PSD-CE), passou uma mensagem clara de que precisará da bancada do PSD.

***

O deputado Alexandre Serfiotis participou da reunião e afirmou que é importante a iniciativa do presidente eleito em conversar com as bancadas partidárias, mostrando que está aberto ao diálogo.

*** 

Os parlamentares optaram por uma postura de apoio, mas sem adesão formal ao Governo, e a palavra final sobre integrar, ou não, a base aliada, caberá à Direção Partidária.

***

O líder na Câmara informou ainda que o PSD não será empecilho para propostas do futuro Governo, mas como já ocorreu com outros partidos, a bancada terá uma postura independente de acordo com cada matéria a ser apreciada na Casa.

 

Diálogo

O deputado Alexandre Serfiotis declarou ao sair da reunião que “é fundamental manter os canais de diálogo abertos pois haverá inúmeros temas importantes para a retomada do crescimento do país e, consequentemente, de aumento de empregos e melhoria do atendimento à população nas áreas sociais, da saúde, educação e segurança, entre outras. Na democracia o dialogo e o respeito à harmonia entre os poderes, sem perda da autonomia de cada um, é que trará ao País e à sociedade os benefícios que todos desejamos.”

 

Selic I

Em nota, a Firjan disse que considera adequada a decisão do Copom de manter a taxa básica de juros em 6,50% ao ano, levando em conta que a economia brasileira segue com elevada capacidade ociosa, tanto no parque fabril quanto no mercado de trabalho. De fato, a recuperação econômica ainda é muito lenta e o desemprego elevado. Além disso, a inflação corrente segue em nível historicamente baixo e as expectativas de inflação se mantêm abaixo da meta estabelecida.

 

Selic II

Na mesma nota, a Firjan reitera, contudo, que movimentos que coloquem em risco o arcabouço legal de responsabilidade fiscal e adiem a aprovação das reformas estruturais vão na contramão do ambiente favorável à continuidade do processo de redução da taxa de juros. A permanente atuação responsável e transparente na administração das contas públicas e do Banco Central são fundamentais para a ancoragem das expectativas inflacionárias e a retomada sustentável do crescimento. Sem isso, voltaremos a conviver com a combinação de baixo crescimento com inflação e juros altos.

 

Camisinha I

Frequentadores de casas noturnas de Resende podem ter acesso garantido a camisinhas. Ao menos esta é a intenção do projeto de lei nº 006/2018, de autoria do vereador Renan Marassi (PPS), que contou com a aprovação unânime da Câmara Municipal esta semana. A matéria, agora, segue para a sanção do prefeito Diogo Balieiro (DEM).

 

Camisinha II

Pela proposta, boates e casas noturnas do município que funcionem após às 21h serão obrigadas a vender ou oferecer gratuitamente camisinhas aos clientes. Segundo Renan, o projeto visa evitar a propagação de doenças sexualmente transmissíveis, principalmente a AIDS. “O objetivo é facilitar o acesso do público desses estabelecimentos – composto essencialmente por jovens – à proteção. Afinal, sabemos que a juventude é naturalmente impulsiva e que a disponibilidade dos preservativos pode fazer toda a diferença na decisão de fazer sexo seguro”, aponta.

Camisinha III

Caberá aos estabelecimentos, para o cumprimento da lei, manter máquinas de autosserviço para a venda de preservativos a preços similares aos praticados no mercado. Em tempo, será permitido às boates e casas noturnas exibir propaganda nas máquinas de autosserviço, de forma a subsidiar o custo e a manutenção do equipamento.

 

Camisinha IV

No caso de não dispor do autosserviço, o estabelecimento terá que disponibilizar camisinhas fornecidas pela secretaria de Saúde de forma gratuita aos clientes. “É importante ressaltar que não será imposto ao empresário o custo pelo fornecimento do material, mas tão somente a sua disponibilidade na forma de venda, para que os clientes possam comprá-lo”, comenta Renan. O descumprimento da lei, por sua vez, sujeita a empresa a advertência por escrito, multa, suspensão das atividades e, até mesmo, cassação da licença de funcionamento.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Os que querem fazer reforma da previdência,via de regra,aposentaram com idade bem abaixo da que querem impor,imagina você em uma partida de futebol aos 35 do segundo tempo é avisado que haverá prorrogação de 30 minutos e ainda bater pênalti.

  2. Avatar

    Fico satisfeito em notar que os deputados, pelo menos parecem sinalizar um apoio às PROPOSTAS e IDEIAS do futuro governo. Vejam, a reforma da previdência, reforma tributária e privatizações não são do Bolsonaro, mas sim DO e PARA o BRASIL.

    Espero que os deputados não se tomem por vaidades, e pensem apenas no Brasil. Temos uma bomba prestes a explodir que é a previdência, isso é prioridade, vai além de ideologias ou de achar bom ou ruim, TEM QUE SER FEITA e ponto final.

    Se reformas não passarem, se ficarem tentando sabotar o governo e se tomarem por vaidades, esse país irá colapsar, é FATO! O Brasil é que está em jogo, se desandar o Brasil será uma mistura de Grécia com pitadas de Venezuela.

  3. Avatar

    Laranja com açaí,isso vai dar dor de cabeça.

  4. Avatar

    Partido chefiado pelo kibe,este é profissa.

Untitled Document