terça-feira, 16 de julho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Suplentes de olho na Alerj

Suplentes de olho na Alerj

Matéria publicada em 13 de fevereiro de 2019, 10:35 horas

 


A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro colocou na ordem do dia da sessão de ontem o projeto que altera o regimento interno da Casa na convocação de suplentes.

***

Mas especificamente, no caso dos suplentes serem convocados para ocupar a vaga de deputados estaduais que estejam atrás das grades.

***

Atualmente, são seis parlamentares eleitos e reeleitos presos no estado do Rio.

***

O projeto interessa e muito a Munir Francisco e Márcia Cury, que são suplentes na coligação PTB/Solidariedade.

***

Contas na cabeça

Dois parlamentares e um suplente da coligação estão presos: Vinicius Neskau, Anderson Alexandre e Coronel Jairo.

Além disso, Paulo Bagueira assumiu a prefeitura de Niterói após a prisão de Rodrigo Neves. Ele era presidente da Câmara e já teria manifestado dentro do partido que não vai deixar o cargo para virar deputado.

Contas na cabeça II

Se isso realmente se confirmar, Munir assume uma cadeira na Alerj enquanto os deputados citados continuarem presos.

Neste caso, Márcia Cury vira a suplente imediata na coligação.

O projeto

O projeto que começou a ser discutido ontem deve entrar em primeira votação hoje.

A proposta é dos deputados Renata Souza, Dani Monteiro, Eliomar Coelho, Flávio Serafini, Mônica Francisco (todos do PSol), Luiz Paulo (PSDB), André Ceciliano e Waldeck Carneiro, do PT, Carlos Minc (PSB) e Enfermeira Rejane (PCdoB).

O projeto estará em discussão prévia, quando poderá receber emendas dos demais deputados. Para entrar em vigor, a mudança precisa ser aprovada pelo plenário em duas votações.

O projeto II

O texto proíbe a solicitação de licença para tratar de assunto particular quando um deputado for preso. Também prevê a convocação de suplente nos casos de falta do titular na posse dentro do prazo regimental, de não comparecimento à Alerj por mais de 60 dias, de suspensão temporária do mandato prevista pelo Código de Ética e Decoro Parlamentar e de afastamento do cargo por decisão judicial por mais de 30 dias.

Nessa última circunstância, o projeto determina a imediata suspensão da remuneração do deputado. Os parlamentares condenados criminalmente com sentença transitada em julgado perdem o mandato, como já prevê o Regimento.

Em obras

A Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana de Volta Redonda realiza durante essa semana a revitalização da sinalização horizontal – pintura de faixas de pedestres e do estacionamento – do bairro Santa Rita de Cássia. O objetivo é dar mais fluidez nas duas principais ruas do bairro e dar segurança ao trânsito no local. Duas equipes da secretaria estão trabalhando no bairro.

Em obras II

O secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Mauricio Batista, destacou que a revitalização é para atender a um pedido dos moradores.

“O local tem um fluxo intenso de veículos e, por isso, estamos revitalizando para dar mais segurança ao bairro. Com esse trabalho, a STMU atende um pedido da associação de moradores do bairro”, disse.

Saúde

Após ter praticamente remontado a Santa Casa de Resende, o prefeito Diogo Balieiro partiu com tudo para fazer o mesmo no Hospital de Emergência.

A unidade passa por diversas intervenções físicas, já ganhou um reforço para ter maior autonomia na geração de energia e também está sendo reequipado.

Ontem, o prefeito anunciou a chegada de novas cadeiras de rodas para atender os pacientes da enfermaria e do pronto socorro.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document