domingo, 24 de outubro de 2021 - 05:50 h

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Uber em pauta

Uber em pauta

Matéria publicada em 23 de fevereiro de 2017, 20:38 horas

 


O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, recebeu na manhã desta quinta-feira (23), um grupo de taxistas que veio pedir apoio do governo municipal, por conta de informações sobre uma possível operação de um serviço de transporte alternativo no município, o Uber.

***

O presidente da Câmara Municipal, Sidney Dinho (PEN), também participou da reunião.

***

“A prefeitura se posiciona a favor do transporte público, da legalidade, das licenças. Existe uma lei que rege o transporte urbano e é a que vamos seguir. Temos que dar estrutura para os taxistas trabalharem”, afirmou Samuca.

***

O taxista Moisés de Andrade explicou que a legalidade do serviço de taxista gera custos que o motorista do Uber não terá e, por consequência, poderá cobrar preços abaixo da tarifa dos taxistas.

***

“Concordo com a concorrência, mas desde que seja leal. Somos profissionais, somos dependentes daquilo que fazemos, fazemos cursos. Não somos só nós que vamos sair no prejuízo, e sim a cidade como um todo. Um táxi conta com um permissionário e dois auxiliares. Além deles, esse carro gera renda também para a manutenção do próprio veículo. E também gera emprego indiretamente, pois o carro precisa de seguro, tem o emprego no posto de gás e de gasolina, nas oficinas mecânicas, enfim, empregos que trazem capital para a própria cidade”, explicou Moisés.

***

Também presente na reunião, o presidente do Sindicato dos Condutores Autônomos de Volta Redonda, Clóvis Barbosa, reforçou o pedido de apoio ao poder público, destacando a questão da segurança que, segundo ele, poderia estar em risco no caso de o transporte alternativo operar.

 

Riscos

“Quem vai fazer a vistoria nesses carros, por exemplo, para verificar se estão aptos? Nós passamos por duas vistorias da Suser por ano, além de outras que algumas cooperativas praticam”, disse Clóvis, acrescentando que todos os taxistas têm que estarem conscientes que os carros deles têm que melhorar a cada dia mais.

 

Melhoria

Essa melhoria no serviço foi um dos pontos que o prefeito reforçou durante o encontro, sugerindo aos taxistas se unirem para mostrar para a sociedade a importância do serviço, apresentando suas qualidades.

 

Grupo de trabalho

“Montei um grupo de trabalho para permanentemente ver a qualidade do transporte público, no caso dos taxistas. Acho que esse é o caminho para a gente a melhorar a qualidade para o usuário. O poder público está empenhado nisso”, garantiu Samuca.

 

Manutenção

O Saae-BM (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barra Mansa) vai fazer uma limpeza geral na  por ETA São Sebastião, no próximo domingo (26). Com o procedimento o abastecimento de água será suspenso das 4 horas da manhã às 16 horas.

O Saae solicita aos moradores dos bairros Apóstolo Paulo, Centro, Roberto Silveira, Jardim América, Monte e Cristo, Santa Rosa e Verbo Divino que economizem água.

 

De volta

A usina nuclear Angra 2 foi religada nesta quinta-feira (23), às 8h07, após reparo no sistema de água de alimentação dos geradores de vapor. A usina foi retirada de operação porque a válvula de descarga de uma das bombas não funcionou durante a partida da unidade na última terça-feira (21). Segundo a Eletronuclear, o episódio não representou qualquer risco para a segurança da usina, dos trabalhadores da usina, do público ou do meio ambiente.

 

Adiou

Atendendo a um pedido da prefeitura de Angra dos Reis, a Eletronuclear resolveu postergar para 1º de agosto as mudanças no atendimento do Hospital de Praia Brava (HPB), administrado pela Fundação Eletronuclear de Assistência Médica (Feam). O adiamento busca colaborar com os esforços da administração municipal para recuperar a rede de saúde pública.

 

Motivo

O prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão 9PMDB) ponderou que precisa de mais tempo para implementar medidas como contratar mais médicos e reformar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Angra. Esta última iniciativa, inclusive, está recebendo apoio da Eletronuclear.

 

Atendimento ao SUS

Com a mudança, em agosto, o HPB passará a atender usuários do SUS por emergência referenciada. Os pacientes precisarão, primeiramente, buscar uma unidade de saúde – postos, UPA ou hospitais municipais – próxima à sua residência. Os casos de menor complexidade serão tratados no local onde foi feito o atendimento inicial. Os mais sérios serão encaminhados ao HPB. As emergências atendidas pelas ambulâncias do Corpo de Bombeiros e do Samu continuarão sendo encaminhadas diretamente ao hospital.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document