;
quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 - 19:03 h

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Barroso diz que ameaças à democracia são ‘retóricas’

Barroso diz que ameaças à democracia são ‘retóricas’

Matéria publicada em 17 de agosto de 2020, 09:58 horas

 


Brasília – O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, crê que a democracia no País não esteja em risco e que as ameaças às instituições não se concretizaram. “Realmente houve em alguns momentos manifestações retóricas detratoras da democracia ou saudosistas de regimes ditatoriais”, disse Barroso, em entrevista ao programa Canal Livre, da Band TV, exibida no início da madrugada desta segunda-feira, 17.

Como exemplo da retórica golpista, o ministro lembrou a manifestação de 19 abril, realizada na porta do Quartel General do Exército, em Brasília, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, em que foi pedido o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal. “Foi a única vez que eu, em defesa das instituições, achei que deveria lembrar que a vida não funciona assim”, disse Barroso. “Foi a única vez que fui ao Twitter para comentar o fato político do dia.” Naquele dia, o ministro escreveu em seu perfil na rede social que “é assustador ver manifestações pela volta do regime militar, após 30 anos de democracia”.

“Fora isso, não me impressiono muito com as manifestações retóricas se os fatos da vida real estiverem ocorrendo como devem ocorrer”, afirmou o ministro na entrevista à Band. “E a verdade é que, apesar de manifestações retóricas indesejáveis em alguns casos, o Congresso Nacional rejeitou algumas medidas provisórias do presidente da República. Elas foram revogadas, e portanto a Constituição foi cumprida. O Supremo Tribunal Federal invalidou algumas decisões governamentais. Algumas, muitas outras validou… É que quando a gente anula é que chama a atenção.”

Como as decisões do Judiciário e do Legislativo estão sendo respeitadas, segundo o ministro, “do ponto de vista objetivo, para além da retórica, não aconteceu nada que comprometesse a democracia brasileira”. “Pode ter uma nota aqui, uma declaração ali menos feliz, mas ameaça verdadeira eu acho que não tem.”

Barroso disse, no entanto, que está preocupado com as políticas do governo Bolsonaro para a Amazônia e os indígenas. “O que acontece na Amazônia é devastador. A devastação é devastadora para o Brasil”, afirmou o ministro. “A proteção ao meio ambiente é um dever constitucional. Assim como o respeito às comunidades indígenas e às demarcações de terras indígenas.” Em encontro recente com empresários estrangeiros, ele disse ter ouvido que o Brasil está em uma “lista negra” por causa da “má vontade” do governo em enfrentar esses temas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar
    Instituições fortes!

    A democracia corre risco sim com o Bolsonaro no poder. O risco fica claro com suas ameaças e incentivo ao amplo armamento da população. A boa noticia é que as instituições são fortes e funcionam bem, fortalecidas pelas Forças Armadas que estão afinadas com a democracia e não nutrem mudanças. Bolsonaro não tem apoio do comando das Forças Armadas, sua pequena e conturbada biografia dentro do exército e sua atuação no governo claramente não inspiram confiança àqueles que estão de posse de um juízo perfeito.

  2. Avatar

    É até certo ponto, a falta de estudo o cultivo a ignorância faz o povo acreditar que quem faz as leis são eles mesmos, ou seja é crescente no imaginário popular o anarquismo, pois um povo que desconhece ao menos partes da constituição federal não sabe que precisa haver limites para tudo o que é um erro enorme, pois gera conflito.

  3. Avatar

    A nossa democracia já mais será abalada, pois o povo não é mais na sua maioria analfabeto, as informações já estão mais esclarecidas e as FAKE NEWS não tem mais poder de influenciar o povo! Lembro que ainda tenha alguns idiotas com a ideia de denigrir o STF e a democracia estes serão esquecidos e aniquilados pela justiça! DEMOCRACIA E JUSTIÇA É O PILAR QUE NÃO SE ROMPE!

  4. Avatar

    Estado democrático de direito e igualdade, só se for para o senhor e seus, pois se povo que sustenta essa instituição tivesse 1% dos privilégios que os senhores tem , ajudaria um pouco a entender o “estado de direito democrático”. Na década de 70 eu era adolescente e não me lembro de ter um ditador batendo na minha porta querendo prender meu pai , minha mãe, alias eles adoravam o governo militar. Outra coisa é a Amazônia, desde criança ouvia dizer que tinha suas épocas queimadas lá, foi só entrar um presidente de direita eleito DEOCRATICAMENTE PELO A MAIORIA DO POVO, que Amazônia vai acabar, outra falácia.

    • Avatar

      O que achava interessante da época do governo era que a bagunça, que existe hoje, era menor. No entanto com relação a Amazônia que era enorme naquela época houve um trabalho para começar a destruir e grande parte do problema hoje deve-se a isso, pois Médici mandou fazer a transamazônica justamente para povoar aquela região, ou seja destruir tudo, como grande parte daquela área está bastante degradada e a crescente aumento da destruição deve-se sim ao incentivo ao nosso atual governo que está fazendo “vista grossa” ou seja deixando de fazer o que manda a constituição que diz que deveria ser protegido. Agora essa coisa de direita e esquerda… é coisa de gente ignorante, uma vez que os políticos do país são voltados em uma única tendência, quem acredita diferente disso entra no jogo deles que é dividir o povo justamente para enfraquecer, pois um povo unido é que pode promover a mudança no país, que já passou da hora de mudar.

Untitled Document