sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Consciência Negra: sob a pele de Machado é tema de programa

Consciência Negra: sob a pele de Machado é tema de programa

Matéria publicada em 19 de novembro de 2019, 09:03 horas

 


Machado de Assis pode ser visto em foto doada à Academia Brasileira de Letras (ABL) por herdeiros de José Veríssimo (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Brasília – O que você acharia se tivesse um retrato para a posteridade com a cor de sua pele alterada? No ano em que mais brasileiros se declaram pretos, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Faculdade Zumbi dos Palmares/SP realiza uma campanha para substituir o retrato embranquecido do escritor Machado de Assis.

O bibliotecário Sidnei Rodrigues não sabia que um dos criadores da Academia Brasileira de Literatura era negro. Para a professora de História da Universidade de Brasília (UnB) Ana Flávia Magalhães, o autor de Memórias Póstumas de Brás Cubas não era “um negro retinto, mas uma pessoa inegavelmente de origem africana”.

A discussão sobre o preconceito no país, em que mais da metade da população se identifica como preta ou parda, está no Caminhos da Reportagem de hoje (19), no episódio exibido na semana em que se celebra o Dia da Consciência Negra. O programa vai ao ar às 21h30 na TV Brasil.

A ex-consulesa Alexandra Loras se cansou de ter integrantes da elite paulistana puxando suas tranças e decidiu alisar os cabelos. Mas ainda enfrenta a resistência do filho loiro em deixar que ela, uma mãe negra, o leve para escola.

O estudante Matheus Benincasa Fernandes ficou de cueca para a gerente de uma loja para provar que não estava levando nada sem pagar. Edi Rock, do Racionais MC’s, também se queixa de preconceito: “quando chego num lugar mais sofisticado, diferente dos que frequento, todo mundo me olha como se perguntasse: quem é esse negro?”


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    “O que você acharia se tivesse um retrato para a posteridade com a cor de sua pele alterada?”

    Eles vão é modificar a cor da pele do escritor para preta para justificar sua descendência afro, com certeza. Tiveram a mesma intenção com D. Pedro I. E além de ficar horrível, ainda não convenceu ninguém.

    Imagine D. Pedro I com traços de origem negra, mesmo ele sendo um legítimo filho de portugueses puros?

  2. Avatar

    Eu nunca vi retratos do Machado como sendo branco. Ele é o que se imagina ser um mestiço, ora puxando os traços do europeu, ora do africano… Daqui a pouco vão querer foto dele como um Pelé…

  3. Avatar

    Não sei pra que tanto mimimi. Acho desnecessário! Somos todos seres humanos. Um dia todos vamos pro mesmo lugar,ou seja,a sepultura, e lá não tem essa distinção de “raças”. Lá todos são iguais pois vão apodrecer, feder e no final restar apenas pó e ossos! Nada mais!

  4. Avatar

    E seguem dividindo a sociedade. Não sabemos onde isto vai parar.

    Por que é tão difícil promover o Dia da Consciência Humana?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document