>
sexta-feira, 24 de junho de 2022 - 19:08 h

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Escolha de vice mobiliza negociações políticas em corrida presidencial

Escolha de vice mobiliza negociações políticas em corrida presidencial

Matéria publicada em 28 de julho de 2018, 10:28 horas

 


Bolsonaro é um dos nomes que prometem criar polêmica na eleição que se aproxima


Brasília –
Há pouco tempo sem muita atenção dos partidos, a escolha do vice virou um dos elementos centrais nas eleições presidenciais de 2018. Até o momento, somente o PSOL e o PSTU lançaram chapas completas na corrida presidencial. Paulo Rabello de Castro (PSC), Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes (PDT), já confirmados em convenções nacionais, Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede) e Henrique Meirelles (PMDB), ainda na condição de pré-candidatos, correm atrás de nomes capazes de ampliar suas bases e levá-los ao segundo turno do pleito.

Disputado por sua condição de empresário, Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, morto em março de 2011, é o mais cortejado. Já foi cogitado para ser companheiro de chapa do petista Luiz Inácio Lula da Silva – posto que seu pai ocupou nos dois mandatos do ex-presidente no Palácio do Planalto –, de Ciro e de Alckmin. A família, especialmente a mãe Mariza Gomes da Silva, resiste.

Alckmin chegou a se reunir com o empresário, mas Josué Gomes recusou oficialmente o convite. Os tucanos agora garimpam no Centrão – grupo político integrado pelo DEM, PP, PR, PRB e SD – um nome para compor a chapa presidencial. Surgem como opções Ana Amélia Lemos (PP-RS), Aldo Rebelo (SD-SP) e Mendonça Filho (DEM-PE), com maiores chances para os dois últimos nomes. Nas últimas horas, ganhou força a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho (PP).

Para o cientista político David Fleischer, do Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB), os partidos buscam nomes que agreguem apoio não só de outras legendas, mas também de setores representativos da sociedade. “Vemos o PSDB falando em escolher uma mulher. Vemos o nome da senadora Ana Amélia, uma jornalista, bem articulada. É assim, precisa ser um nome com aval dos partidos, da coligação, mas que some apoio e seja bem articulado para defender a chapa”, argumentou.

Nessa busca frenética, nos bastidores da pré-campanha tucana, surgiu o nome do senador Álvaro Dias (PR), pré-candidato a presidente pelo Podemos, cuja convenção nacional está marcada para 4 de agosto, em Curitiba. Dias rechaçou a possibilidade de aliança com o PSDB.

Outro pré-candidato cogitado para compor a chapa de Alckmin foi Henrique Meirelles (MDB). Tanto Meirelles como o MDB rejeitaram a possibilidade, e hoje a tendência é que o partido dispute a eleição presidencial sem coligação e busque entre os filiados o vice do ex-ministro da Fazenda e ex-presidente do Banco Central.

A pré-candidata a presidente pelo PCdoB, Manuela D’Ávila, é disputada entre os partidos de esquerda. Tanto o PDT quanto o PT gostariam de tê-la como vice. Manuela tem repetido que sua candidatura será mantida, mesmo que não haja unidade da esquerda.

O PT e o PDT também disputam o PSB, que deixou para o último dia de convenções (5 de agosto) a decisão sobre a eleição presidencial. No PSB, ainda há quem acredite que Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, possa reavaliar a decisão e voltar à corrida presidencial.

“O PT vive uma situação atípica, pois não sabe se o ex-presidente Lula poderá concorrer. Então, terá que escolher um vice do próprio partido que possa assumir a cabeça da chapa”, avaliou o cientista político Leonardo Barreto. “Além disso deixar o PCdoB e o PSB em stand by para eventualmente indicar o vice. É uma situação complexa”, completou.

Bolsonaro, candidato pelo PSL, já recebeu pelo menos três nomes: do senador Magno Malta (PR-ES), do general da reserva Heleno Pereira e da advogada Janaina Paschoal. Ligados ao partido, o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança e o astronauta Marcos Pontes também estão cotados para compor a chapa.

A Rede ainda não homologou a candidatura de Marina Silva, mas já há especulação sobre quem será o vice. Os mais citados são Eduardo Bandeira de Melo, presidente do Flamengo, e Miro Teixeira, deputado federal. O PSOL formou uma chapa puro sangue, com Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, mas terá o apoio do PCB. Sem aliança, o PSTU disputará a eleição presidencial com Vera Lúcia e Hertz Dias.

Segundo Barreto, as articulações dos candidatos a vice-presidente estão ganhando destaque este ano devido também ao encurtamento do calendário eleitoral. “Antes esse debate ocorria no primeiro semestre. Neste ano, acabou a Copa do Mundo, começaram as convenções, e os vices ainda não estavam escolhidos.”


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

10 comentários

  1. Quem assistiu ao Roda Viva com o “mito” presenciou o baixo nível do candidato que disse que os portugueses nem pisavam na África, os africanos que se entregavam como escravos. E é um candidato desse naipe que não entende de história, não entende de economia, não entende de saúde etc que quer governar o país. Vai compreender sua legião de seguidores.

  2. Manifantocheenvergonhado

    Interessante. Um cara diz que não é coxinha, mas é contra o PT.Votaste em quem na última eleição, ô cara – pálida ?. O outro, esse sim, coxinha meio-assumido, fala que o povo votou na Dilma e no Temer. Ora, meu querido, você votou no Aecinho, seu príncipe, sem saber quem era o seu vice. E mais, o Temer só assumiu porque vocês, coxinhas babacas, apoiaram o golpe nojento, atuando como massa de manobra, ou seja, como gado. E ainda cita, o tal de mão-santa, um político imbecil, corrupto e babaca, que explorou durante anos e ainda explora a miséria do povo nordestino. Grande ídolo de babacas.E mais, vocês, coxinhas, viúvas do Aecinho, estão indecisos em quem votar : Bolçanaro, um idiota enganador, vai ser estrupado num debate com algum candidato menos imbecil. Alkmin, envolvido com falcatruas nas obras do metrô e nas do rodoanel (anel seu, não meu, ainda bem), Álvaro Dias, um dondoca a serviço do capitalismo, e outros enganadores de povo que se apresentam por aí. E, para terminar, como diz um leitor ; ” vocês primam pela imparcialidade, são formidáveis!!!!!!!.”Vão pr’a rua, ô coxinhas !

    • Eu não sou viúva do “Aecinho”, pois não voto mais nele, contudo você é viúva do Lula, pois se o criminoso pudesse sair da prisão de segurança máxima, você votaria nele!!!!!

      Mão Santa não é corrupto, pois quem diz isso são petistas, e pestistas = mentirosos, ou seja, você mente quando diz que Mão Santa explora o povo nordestino, pois quem rouba o povo nordestino são os amigos do Lula: José Sarney, Renan Calheiros, Jader Barbalho, Fernando Collor de Mello, etc… Todos esses que acabei de citar pensam igual a você, eles acham que a saída da criminosa terrorista Dilma Roussef foi ‘golpe’!!! Quanta audácia né?!
      Como diria o ex-Senador Mão Santa: “A ignorância é audaciosa!”

  3. Poxa vcs são geniais, como são politizados, inteligentes, superiores, intelectualmente, q a maioria da população. Votam certo, são perfeitos nas suas escolhas, primam pela imparcialidade. Que sujeitos formidáveis !!!!!!!!!
    Kkkkkkkkkkkkkkk

    • Quem acredita em político mesmo tendo instrução e tendo todo o tipo de ferramentas para pesquisar o que acontece é inocente demais? Não existe político bobo no Brasil todos querem enganar e a maioria merece ser presos. A fala de roubou mais fez é reflexo da população que é tão corrupta quanto os políticos. Os governantes é reflexo da população. Só uma questão quem foi beneficiado com a queda de qualidade da educação? O Brasil forma cada vez mais analfabetos funcionais. Cota é uma forma de reduzir a qualidade,a maioria dos cotatistas não conseguem se formar em faculdades públicas. Isso já foi comprovado com estudos internos de faculdades públicas. E sabe o que é pior o professor universitário numa instituição pública querendo do que seu aluno tenha sua mesma visão sem ser crítico, não são todos.

  4. Está muito fácil para Bolsonaro, Basta chamar um general de saco roxo para vice presidente…

  5. A escolha do vice deve ser muito bem decidida e pensada de acordo com as diretizes do partido, ou seja, se um partido como o PT escolheu Temer para ser vice de Dilma Roussef duas vezes! Sim…duas vezes! Isso não ocorreu pelos belos olhos de Temer, ou pela sua voz de barítono, nem mesmo pelos lindos cabelos grisalhos, mas sobretudo porque o Temer já era considerado um corrupto, já havia fortes indícios de mal feitos do Temer no Porto de Santos, ou seja, o PT só escolheu Temer porque ele era um bandido e poderia assim aceitar todos os mal feitos de Dilma e de sua quadrilha!
    O que dizer das pesoas que votam num presidente que não sabe escoher o vice?!
    Como diria o ex-Senador Mão Santa: “A ignorância é audaciosa!”…

    • Sem o PMDB a Dilma não teria ganhado nem a primeira eleição, o PT se aliou ao PMDB para conseguir se manter no planalto, mas os pobres brasileiros que acreditam na inocência dos petistas, não vê a realidade. Não sou coxinha antes com alguém fale. O governo é reflexo da população.

    • Poxa vcs são geniais, como são politizados, inteligentes, superiores, intelectualmente, q a maioria da população. Votam certo, são perfeitos nas suas escolhas, primam pela imparcialidade. Que sujeitos formidáveis !!!!!!!!!
      Kkkkkkkkkkkkkkk

    • Mirian Leitão do DV continua mantendo o padrão. Não dizer absolutamente nada do assunto mas não deixando de falar no PT. Temer sempre foi o que é da mesma forma que Aécio sempre foi o que é,e nem por isso você deixou de votar nele.Quem colocou Temer no cargo de vice foi o Lula, e co certeza se arrependeu. Mas ele sempre foi o que deveria ser,apenas decorativo e insignificante, não tendo nunca poder para direcionar nada. Agora quem o colocou para governar foram os domingueiros com camisa da CBF que agora tendam se ausentar da culpa. Vocês ajudaram no golpe, essa política entreguista e anti-social vocês pediram, agora aceita!!

Untitled Document