segunda-feira, 3 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Incêndio no Museu Nacional foi controlado por volta das 3h da manhã

Incêndio no Museu Nacional foi controlado por volta das 3h da manhã

Matéria publicada em 3 de setembro de 2018, 07:49 horas

 


Rio de Janeiro – O incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro, situado na Quinta da Boa Vista, na capital fluminense, foi controlado apenas por volta das 3h da manhã desta segunda-feira (3). Porém, os bombeiros continuam no local fazendo o trabalho de rescaldo e de combate a outros focos de fogo. As informações são do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro. Até o momento, não há registros de focos de incêndio na mata que cerca o museu, localizado em um parque nacional.

 Um incêndio de proporções ainda incalculáveis atingiu, no começo da noite deste domingo (2), o Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte da capital fluminense

Incêndio atinge Museu Nacional do Rio de Janeiro – AB

O Corpo de Bombeiros informou que a partir das primeiras horas desta manhã homens de 13 quartéis e 24 viaturas estavam no local. Integrantes da Polícia Federal, Polícia Militar e da Guarda Municipal, além de profissionais de saúde, também foram chamados para colaborar com os trabalhos.

Vários diretores, funcionários e pesquisadores do Museu Nacional passaram a noite no local acompanhando os trabalhos e tentando colaborar. Havia preocupação com as dificuldades em controlar as chamas, a ausência de água e o risco de desabamento.

Oficialmente, o Corpo de Bombeiros informou que não há ainda dados sobre as causas do incêndio. Ontem (2), funcionários do museu relataram problemas na obtenção de água, pois dois hidrantes não funcionaram no momento em que os bombeiros estavam no local.

Como o museu está em uma colina, no parque nacional, há uma série de limitações para o fornecimento de água. Os bombeiros confirmaram que o abastecimento de água foi feito por carros-pipa, cedidos pela companhia de água e esgoto do Rio de Janeiro.

Acervo

O Museu Nacional do Rio reunia um acervo de mais de 20 milhões de itens dos mais variados temas, coleções de geologia, paleontologia, botânica, zoologia e arqueologia. No local, estava a maior coleção de múmias egípcias das Américas.

No local, também estava Luzia, o mais antigo fóssil humano encontrado nas Américas, que remete a 12 mil anos, e representa uma jovem de 20 a 24 anos. No museu, havia ainda o esqueleto do Maxakalisaurus topai, maior dinossauro encontrado no Brasil.

O museu é a mais antiga instituição histórica do país, pois foi fundado por dom João VI em 1818. É vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com perfil acadêmico e científico. Tem nota elevada nos institutos de pesquisa por reunir peças raras, como esqueletos de animais pré-históricos e múmias.

História

O local foi sede da primeira Assembleia Constituinte Republicana de 1889 a 1891, antes de ser destinado ao uso do museu, em 1892. O edifício é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O Museu Nacional do Rio oferece cursos de extensão e pós-graduação em várias áreas de conhecimento. Para esta semana, era esperado um debate sobre a independência do país. No próximo mês, estava previsto o IV Simpósio Brasileiro de Paleontoinvertebrados no local.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar
    Com cola na mão e Wal do Açaí no coração

    Pato amarelo que fez dancinha com camisa pirata da CBF e espalhou fake news, aplaudiu o congelamento das verbas para a educação, a famigerada PEC55. Agora descobre que o MN era vinculado à UFRJ (normalmente o coxinha nunca entrou numa Universidade) e fica repetindo feito papagaio de telejornal “culpa do PT, culpa do PT”

  2. Avatar

    O povo ignorante, o inculto é mais fácil de ser manipulado.
    Para que dar educação e ensinar a pescar , se você pode trocar um pedaço de peixe pelo voto.
    Que o diga , o bolsa família…
    No lugar de investirem em cursos de especialização ensinando uma profissão e em planejamento familiar, dão dinheiro para quem tiver mais filhos…

  3. Avatar

    Resultado de 4 mandatos do PT…
    Desvalorização do conhecimento e da cultura.
    4 mandatos sem investimento na estrutura do museu.
    O museu se acabou,como o estado do Rio…
    Enquanto isso gastaram milhões em obras superfaturadas para olimpíadas e Copa.

  4. Avatar
    Carlos Magno de Oliveira

    Vivemos em um país desgovernado à 5 décadas e nos tornamos uma nação colonizada para atender os interesses de banqueiros que dominam a economia mundial e utilizaram aqui brasileiros que se venderam e se enriqueceram como banqueiros, empresários da comunicação, empreiteiros e criaram esta classe corrupta e dominante de políticos destruidores da cultura, da esperança e do sonho de vivermos em um país onde poderíamos ter educação, tecnologias próprias, dignidade, empregos, qualidade de vida e oferecer para as futuras gerações o orgulho de serem brasileiros.
    Estamos em ano de eleições e pela falta de cultura e conhecimento da história temos diversos eleitores apoiando candidato oriundo de um regime ditador que é sem dúvida responsável pela situação de falência financeira e moral que o Brasil vive hoje.

  5. Avatar

    Desvalorização da cultura e do conhecimento científico.

  6. Avatar
    Triste , muito triste

    Um país que não valoriza a cultura e o contrário.
    Só valoriza YouTube.
    Engenheiros, advogados, ganhando salário de vendedor de loja.
    Isso quando consegue emprego…
    Anos de estudos e investimentos.
    Quando criança excursão de escolas eram para museus, cidades história, agora são para hotel fazendas.
    Levei meu filho ao médico e ele disse que quando pergunta as crianças o que querem ser todo mundo quer ser YouTube.
    Ninguém mais quer ser médico, dentista, engenheiro.
    Isso virou plano B se não conseguir ser YouTube.
    Uma coisa é não ter tido oportunidade de estudar, outra é não valorizar os estudos e pesquisas.
    Viemos de uma era do PT, em que o presidente se orgulhava em não ter estudado…
    Meu pai veio com 12 anos da roça, sem saber ler ou escrever e tem faculdade.
    Fez supletivo, trabalhava de dia estudava a noite.
    Isso antigamente.
    Hoje tem uma faculdade em cada esquina.
    Faculdade a distância, inclusive gratuita, como o cerimonial.Presenciais como UFF e outras tantas pagas.
    Na escola não aproveitam as habilidades dos estudantes.
    Tenho um filho que é excelente em matemática e a escola ao invés de estimular reclama que ele faz o exercício rápido demais e depois vai fazer bagunça.
    Só esquecem de dizer que ele acerta todos e está no 3 ano do fundamental, ou seja é uma criança e criança quer fazer bagunça.
    Enquanto EUA e o resto do mundo valorizam cada vez mais os especialistas, no Brasil ficam no generalista.

Untitled Document