terça-feira, 7 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Inscrições para o Mais Médicos são prorrogadas até 7 de dezembro

Inscrições para o Mais Médicos são prorrogadas até 7 de dezembro

Matéria publicada em 23 de novembro de 2018, 07:41 horas

 


Entrevista coletiva com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, que fala sobre o programa Mais Médicos. (crédito AB)

Brasília – O Ministério da Saúde prorrogou para o dia 7 de dezembro o prazo de inscrição de profissionais brasileiros e estrangeiros com registro no Brasil que queiram participar da nova seleção do Programa Mais Médicos.

Segundo a pasta, a medida foi tomada devido à instabilidade no site do programa causada por ataques cibernéticos, que foram identificadas desde o primeiro dia de inscrição. O prazo para as inscrições terminaria no próximo domingo (25).

A prorrogação já havia sido anunciada mais cedo pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, em Petrolina, Pernambuco. Com a mudança, o prazo para apresentação dos médicos nos municípios para a homologação do contrato também foi estendido. Agora os inscritos terão até o dia 14 de dezembro para entregar a documentação no município escolhido e iniciar o trabalho.

Além disso, a data prevista para início da apresentação dos médicos já inscritos nos municípios foi adiantada. Os médicos poderão se apresentar a partir de amanhã (23).

Sobre a instabilidade do site, o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (SUS) informou que está atuando para melhorar o sistema de inscrições. “O setor já identificou a maior parcela dos robôs e máquinas programadas que estão promovendo os ataques à página do Mais Médicos”, diz nota divulgada pela pasta.

Balanço das inscrições

De acordo com o Ministério da Saúde, até as 17h desta quinta-feira (22), segundo dia de inscrições, o número de candidatos ao programa com registro em Conselho Regional de Medicina (CRM) brasileiro chegou a 11.429. Desse total, 5.212 profissionais efetivaram a inscrição e 3.648 médicos já selecionaram o município de atuação. Os profissionais podem se inscrever no site do programa.

O edital do programa, publicado na última terça-feira (20), oferece 8.517 vagas para trabalhar em 2.824 municípios e 34 distritos sanitários especiais indígenas. Essas vagas eram ocupadas por médicos cubanos.

O programa Mais Médicos foi criado em 2013 para ampliar a assistência da população na atenção básica, levando médicos para regiões carentes de profissionais. Segundo o Ministério da Saúde, o programa tem 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios, além de 34 distritos sanitários especiais indígenas, e atende a cerca de 63 milhões de brasileiros.

Os profissionais do Mais Médicos recebem uma bolsa-formação no valor de R$ 11,8 mil e uma ajuda de custo inicial de R$ 10 e R$ 30 mil para deslocamento para o município onde vão trabalhar. Os profissionais que atuam no programa também têm a moradia e a alimentação custeadas pelas prefeituras.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Perguntado ao bolso como se resolveria
    os problemas da educação, saúde e segurança,respondeu o referido , não haverá mais roubo. Qual conclusão chegaremos se não atingir a meta e der como desculpa a falta de dinheiro.

  2. Avatar

    O esquizofrênico acha que tem de haver um pensamento homogêneo e que os seus escolhidos são melhores porque roubaram menos,isso é uma alma penada digital.

  3. Avatar

    O mais importante dessa história é botar os cubanos de volta. Boa viagem e não voltam nunca mais. Tchau.

  4. Avatar

    Um ano antes do lançamento do Programa Mais Médicos, os cubanos vieram para o Brasil, e refletindo sobre a circunstância brasileira entenderam que podiam implantar esse programa no país! Dilma aceitou o pedido de Cuba, e até a imposição de Cuba de que fosse deportado o cubano que pedisse asilo no país! Dilma aceitou tudo de Cuba, deixou o Brasil de quatro perante a nação comunista, com as mãos e os pés nos chãos, numa posição muito comprometedora!
    Imagine se o Temer pegasse 75% do salário do empregado da CSN e o trabalhador ficasse com apenas 25% do valor de seu salário! No entanto, é isso que a Dilma aceitou de Cuba, e com isso o regime comunista de Cuba recebeu muitos bilhões do dinheiro do pagador de imposto do brasileiro…. Nós, os brasileiros, ajudamos a ditadura cubana, assim como já tínhamos ajudado a Venezuela enviando bilhões de reais do contribuinte brasileiro para os ditadores Chavez e Maduro… E pensar que tem gente no Brasil que ainda votou no PT nas últimas eleições…
    Para as pessoas que votaram no PT nas últimas eleições, eu digo um provérbio americano: “Those who fail to learn from the past are doomed to repeat it”, ou seja, “Aqueles que falharam em aprender do passado estão condenados a repeti-lo”…. É um provérbio americano, mas muito útil também para o brasileiro…
    O que dizer do brasileiro que teve a audácia de votar no PT nas últimas eleições!
    Como diria o médico Mão Santa: “A ignorância é audaciosa!”…

Untitled Document