domingo, 21 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Polícia da Câmara dos Deputados diz que registro da presença de agressor de Bolsonaro foi erro de recepcionista

Polícia da Câmara dos Deputados diz que registro da presença de agressor de Bolsonaro foi erro de recepcionista

Matéria publicada em 19 de setembro de 2018, 21:42 horas

 


Dados de Adélio teria sido inseridos por engano no sistema por funcionário que verificava se ele já havia ido à sede do Legislativo

Brasília – A Polícia Legislativa, que responde pela segurança na Câmara dos Deputados, afirma que conseguiu solucionar o mistério do registro da suposta presença do agressor do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) na sede do Legislativo, no momento em que ele já estava preso, depois de esfaquear o candidato. Um funcionário do setor de recepção, que não teve o nome divulgado, teria feito uma pesquisa com o nome de Adélio, que realmente esteve no local, mas em 2013.

Segundo a Polícia Legislativa, o funcionário cometeu um engano ao fechar a pesquisa e acabou registrando sem querer, por duas vezes, a entrada do agressor.

As informações são do site ‘O Antagonista’. A descoberta dos registros acabou gerando um pedido oficial de investigação.

Presença de Adélio na Câmara no dia do atentado foi registrada por engano, diz Polícia Legislativa


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

9 comentários

  1. Ele levou uma facada …. É verdade esse bilhete.

  2. Que coincidência, um homem que ninguém ouviu falar , agora SEM QUERER registraram o nome dele na entrada da câmara.
    A recepcionista tem boal de cristal e vai levar a culpa.

  3. como dizem nesse mato tem cachorro !!!!!

  4. Seria cômico se não fosse trágico! Um candidato a presidência sofre uma tentativa de homicídio, feita por um cara que ninguém sabe de onde é, onde trabalha (ele não o faz), mas que tem 4 celulares, 1 laptop, viagens pagas de avião, curso de tiro pago, hospedagens em hotéis, e agora querem dizer que ele é maluco! Maluco sou eu que acordo cedo pra trabalhar e ganhar pouco! Na verdade sou idiota!

  5. tem que investigar melhor isso, sim senhor, se o agressor não fosse preso em flagrante, já teria um álibi pronto preparado por alguém.

  6. Me engana que eu gosto!

Untitled Document