>
sábado, 28 de maio de 2022 - 02:12 h

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Rio encontra-se na bandeira laranja no Mapa de Risco da Covid

Rio encontra-se na bandeira laranja no Mapa de Risco da Covid

Matéria publicada em 23 de janeiro de 2022, 12:57 horas

 


Rio – A 65ª edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (21/01) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), mostra que o Estado do Rio de Janeiro está classificado em bandeira laranja, de risco moderado para Covid-19. A análise faz a comparação da segunda semana epidemiológica (SE) deste ano, a SE 02 (de 9 a 15 de janeiro), com a última de 2021, a SE 52 (de 26 de dezembro de 2021 a 1º de janeiro de 2022). Cinco das nove regiões de saúde do estado (Médio Paraíba, Centro-Sul, Serrana, Norte e Noroeste) permanecem com risco baixo, em bandeira amarela. Já as regiões da Baía da Ilha Grande, Metropolitana I, Metropolitana II e Baixada Litorânea estão em bandeira laranja, com risco moderado para Covid-19.

 

No período analisado, os óbitos tiveram aumento de 172%, passando de 18, na SE 52, para 48, na SE 02. Já as internações passaram de 89, na SE 52, para 368, na SE 02, o que representa um aumento de 313%. Os indicadores apontaram que, no período de 11 a 18 de janeiro, a taxa de positividade para Sars-Cov-2 em testes RT-PCR foi de 55%. Nesta quinta-feira, dia 20, a taxa de ocupação de leitos para Covid-19 é de 49% para UTI e 42% para enfermaria.

 

Um aumento repentino na taxa de positividade dos testes de RT-PCR para detecção da Covid-19 foi identificado a partir de meados da 52ª semana epidemiológica (de 26 de dezembro a 1º de janeiro), quando o índice passou de 1,4%, no fim de dezembro, para mais de 20% nos primeiros dias de janeiro. O sistema de informações observou aumento no índice de positividade para a doença e, portanto, as semanas epidemiológicas desta edição do Mapa são mais recentes. O objetivo foi fornecer à população os índices mais atualizados e fidedignos.

 

– Ainda estamos observando um aumento na curva de casos de Covid-19 por causa da circulação da variante Ômicron no estado. Essa é uma variante com alta taxa de transmissibilidade no mundo todo. Diante deste cenário, acionamos o nosso plano de contingência e já convertemos 54 leitos de enfermaria e 35 de UTI para pacientes com Covid-19. Na próxima semana, serão mais 20. Além disso, estamos ampliando nossos centros de testagem, que já são 13 ao todo – esclareceu o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

 

Além do rol de indicadores selecionados para cálculo do painel, a Secretaria buscou refinar a análise por meio da avaliação de indicadores mais precoces da demanda por leitos específicos para Covid-19, como atendimento em UPAs, número de solicitações e fila de espera por leito.

 

Esses indicadores são de suma importância, pois refletem de maneira mais rápida e sensível a real demanda de atendimento de casos no estado, sem interferência de atraso na informação. Os indicadores do Mapa de Risco são mantidos por oferecerem uma análise homogênea para todos os municípios.

 

Cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo). Os resultados apurados para os indicadores apresentados devem auxiliar a tomada de decisão, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada localidade.

 

Oferta de testes

 

Na segunda-feira, dia 17, a oferta de testes para Covid-19 foi ampliada com mais três unidades: PAM Coelho Neto (300 testes diários), PAM Cavalcante (200 testes diários) e Policlínica Piquet Carneiro (200 testes diários). Desta forma, o Governo do Estado passou a oferecer 6.500 testes por dia.

 

A SES esclarece que, sábado (22/1) e domingo (23/1), estarão funcionando os postos de testagem para a Covid-19 instalados nas Unidades de Pronto Atendimento de Bangu, Campo Grande II e Jacarepaguá, na Zona Oeste, e Tijuca, Penha e Marechal Hermes, na Zona Norte, além do Hopital Estadual Dr. Ricardo Cruz (HERCruz), em Nova Iguaçu. Os polos localizados no Iaserj e Centro de Atletismo Célio de Barros, no Maracanã, e nos PAMs de Cavalcanti e Coelho Neto e Policlínica Piquet Carneiro ficarão fechados, retornando o atendimento na segunda-feira (24/1).

 

O atendimento nesses locais é realizado exclusivamente por agendamento online no link https://agendamentotestecovid.saude.rj.gov.br/cadastro-exame. Caso a pessoa não possa comparecer, o sistema oferece a opção de desmarcar o teste, reduzindo, dessa forma, o número de faltosos.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Será assim até 4 feira de cinzas, depois fica tudo vermelho. E vamos enganando do povo.

  2. Ensino online para quem assim o desejar

    Leitos no Rio 100 % ocupados

    Chega a ser desumano obrigar pais enviar seus filhos para escola.

    Ensino presencial deveria ser uma escolha.

    • O pior é que nem mascaras apropriadas fornecem pra crianças e funcionarios. Muitas escolas nao tem estrutura nenhuma pra receber alunos. Só se i portam em encher sala, nada mais.

    • Sim devia ser opcional o aluno ficar online ou presencial, um filho não tá vacinada o outro tem comorbidades, então não mando para o presencial.

      E se não tiver remoto ?

      Ficam sem estudar , pois não dá para fazer um ometete sem.quebrar os ovos.

      Meus filhos não servirão de boi de piranha!!!

Untitled Document
close