quarta-feira, 28 de julho de 2021 - 17:19 h

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Sérgio Cabral tenta deixar prisão após delação premiada ter sido autorizada

Sérgio Cabral tenta deixar prisão após delação premiada ter sido autorizada

Matéria publicada em 16 de março de 2020, 09:59 horas

 


Em novembro do ano passado, Cabral decidiu assinar a delação premiada para entregar políticos e magistrados de tribunais superiores (Rodrigues Pozzebom)

Brasília – Ao ter a delação premiada reconhecida e autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, o ex-governador SérgioCabral (MDB) traça estratégias para deixar a prisão, enquanto o procurador-geral da República, Augusto Aras, busca impedir que isso aconteça. A decisão de Fachin, em fevereiro, que homologou a delação assinada com a Polícia Federal (PF), deixou claro que o acordo não afeta as condenações já impostas a Cabral, que somam 282 anos de prisão.

No novo despacho, no dia 6, em resposta a um recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR), Fachin definiu que o acordo não tem efeito automático sobre os decretos de prisão preventiva. Caberá aos juízes de primeira instância, responsáveis por eles, avaliar se o quadro mudou: dois foram do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio, um do Tribunal Regional Federal da 4ª Região e um do Tribunal de Justiça do Rio.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document