sábado, 25 de maio de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Zé Zuca é sepultado no Rio de Janeiro

Zé Zuca é sepultado no Rio de Janeiro

Matéria publicada em 30 de maio de 2015, 18:12 horas

 


Radialista morreu na sexta-feira, em decorrência de um câncer, e foi enterrado no Cemitério São João Batista, em Botafogo

Adeus: Amigos e parentes prestaram suas últimas homenagens ao apresentador José Carlos de Souza, o Zé Zuca, Idealizador do programa Rádio Maluca (Foto: ABr)

Adeus: Amigos e parentes prestaram suas últimas homenagens ao apresentador José Carlos de Souza, o Zé Zuca, Idealizador do programa Rádio Maluca (Foto: ABr)

Rio – Parentes e amigos se despediram hoje (30) do compositor e radialista José Carlos de Souza, o Zé Zuca, sepultado esta tarde no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro. Apresentador do programa Rádio Maluca, transmitido pelas rádios da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Zé Zuca morreu ontem (29), em decorrência de um câncer, aos 63 anos.

Parceiro de produções de Zé Zuca por quase 40 anos, Rodney Mariano disse que ele deixa um grande legado para o público infantil, para quem produziu, além do programa radiofônico, livros, músicas e peças teatrais.

“As professoras trabalham na sala de aula as coisas que ele criou, como a música Salada de Frutas. Por muitos anos, você vai ouvir falar em Zé Zuca”, disse Mariano. “Zé Zuca era muito intenso. Mesmo durante a doença, ele trabalhava à noite inteira. Era um cara que não parava nunca. O negócio dele era criar, criar, criar. E ele tinha uma capacidade muito grande de, em pouco tempo, fazer um projeto caminhar”, acrescentou.

Coordenador da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, onde o programa é transmitido há 11 anos, Marcos Gomes ressaltou que a Rádio Maluca era um programa inovador, por colocar as crianças em contato com o mundo do rádio.

“Era um programa que, na verdade, formava público para o rádio, porque a criança, chegando à adolescência e à fase adulta, jamais esquece aqueles momentos. A tendência é não esquecer também do rádio”, disse Gomes.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document