>
quinta-feira, 18 de agosto de 2022 - 20:12 h

TEMPO REAL

 

Capa / Opinião / A reconstrução de um estado forte!

A reconstrução de um estado forte!

Matéria publicada em 27 de junho de 2022, 17:34 horas

 


Por Claudio Castro, governador do Estado do Rio de Janeiro

A permanência do Rio de Janeiro no Regime de Recuperação Fiscal (RRF) foi o primeiro grande desafio que abracei ao assumir o governo em 28 de agosto de 2020. O estado enfrentava uma das maiores crises de sua história, agravada pela pandemia: faltavam R$ 6,2 bilhões em caixa para finalizar o ano, havia ameaça de atraso no pagamento dos salários dos servidores, e o RRF iria vencer em menos de 10 dias. Pairava no ar a ameaça da volta a um tempo não muito distante em que os salários levavam até três
meses para serem pagos aos mais de 400 mil servidores ativos, inativos e pensionistas.

A saúde financeira do estado dependia da adesão do Rio de Janeiro ao novo regime. A não aceitação do Plano de Recuperação Fiscal (PRF), que entregamos em outubro de 2021, representaria um impacto imediato de R$ 42,8 bilhões nas contas públicas, total acumulado referente à amortização e
juros da dívida, que teriam de ser pagos ao Tesouro Nacional.

Isso inviabilizaria o caixa estadual e colocaria em risco todos os avanços que alcançamos até o momento, como o pagamento em dia do funcionalismo e fornecedores, e o Pacto RJ, maior programa de investimentos já criado no estado, que prevê mais de 50 ações em diversas áreas e irá gerar mais
empregos e renda para os fluminenses.

Assumi a missão de conseguir a aprovação do Plano de Recuperação Fiscal e garantir, assim, o ingresso definitivo do Estado do Rio ao novo RRF. A vitória, porém, não chegou da noite para o dia. Foram longos meses de trabalho, embasado por técnicos da Secretaria de Fazenda e pela Procuradoria
Geral do Estado, com inúmeras idas ao Ministério da Economia, em Brasília, para formalizar nossas justificativas e encontrar soluções que levassem à aprovação do Plano.

Com muito diálogo, fomos superando, pouco a pouco, os pontos divergentes sob os aspectos financeiros e jurídicos, e agora podemos comemorar o exitoso desfecho, com o acordo firmado entre os governos
estadual e federal para manter o Rio de Janeiro de pé.

Não se trata de um mero ato: na prática, a adesão do Rio de Janeiro ao novo regime representa um grande passo pela reconstrução de um estado forte e sustentável. Garante a continuidade de todo o trabalho que temos realizado para assegurar uma melhor qualidade de vida para a nossa população, com
resultados que já podem ser constatados pelos mais diversificados projetos e ações que saíram do papel.

Recuperamos a credibilidade e a confiança dos investidores, atraímos grandes corporações e investimentos, batemos recorde na abertura de empresas e temos criado milhares de empregos formais a cada mês.

Estamos deixando um cenário de insegurança e imprevisibilidade para trás e preparando um futuro promissor para o estado, com responsabilidade fiscal, desenvolvimento e expansão econômica, para melhorar ainda mais a qualidade de vida dos cidadãos fluminenses.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document