quinta-feira, 19 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Opinião / A renovação inútil

A renovação inútil

Matéria publicada em 22 de maio de 2019, 23:08 horas

 


Celso Tracco

 

Há apenas seis meses, festejávamos jubilosos a renovação do Congresso Nacional que saiu das urnas em 07/10/2018. Afinal, a eleição daquele ano mudou os componentes da Câmara dos Deputados em quase 50% e o Senado Federal em estratosféricos 85%, de 54 cadeiras em disputa, apenas oito foram de senadores reeleitos. Que maravilha, pensamos!

Finalmente a população brasileira cansada de tantos mensalões, “petrolões”, dinheiros em malas, em cuecas, em caixas de papelão, em contas no exterior, em falcatruas diárias, tinha eliminado por meio do voto as velhas e ordinárias “ratazanas” que, durante vários mandatos, apenas vilipendiaram o erário público, legislando de acordo com seus interesses pessoais. E os interesses do povo, perguntávamos aos “velhos” políticos. Ora, o povo que se dane, afinal, povo deve apenas ser explorado, como sempre foi, demonstravam aqueles por meio de seus atos. Mas agora a velha política tinha sido varrida, como nunca havia acontecido na história deste país! O povo mandou seu recado, as ruas rugiram. Tremei políticos, assim pensávamos. Pela exemplar via democrática, os “maus” foram afastados e os eleitos irão se comportar de modo diferente. Correto?

Ledo engano. Passados três míseros meses de atuação do “novo” Congresso, o que vemos? As mesmas práticas de sempre. Os deputados e senadores legislando de costas para os interesses do povo e pensando em si ou nos interesses corporativistas. Alguns poucos exemplos:

  • Qual o real interesse em retirar o COAF do Ministério da Justiça e passar para a Economia?
  • Qual o real interesse em rearticular parlamentares para modificar a Medida Provisória que extinguiu o Imposto Sindical?
  • Por que a chamada “Lava-Toga”, o Lava-Jato de setor Judiciário, não anda e, em contrapartida, o STF estende a imunidade parlamentar aos deputados estaduais?
  • Por que todos, ou quase todos, afirmam que a Reforma da Previdência é fundamental para o retorno ao crescimento sustentável da economia, mas ficam colocando obstáculos para negociarem ou chantagearem o Executivo, em troca de seu voto?

Lamentavelmente, constatamos que nada mudou. Velhos, novos e seminovos políticos, com raríssimas exceções, não querem abrir mão de seus privilégios, de suas maracutaias, de suas aposentadorias. Parece que, basta tomar posse, e tudo muda para pior. Esquecem a civilidade, a honradez, o desejo e as necessidades da população. É como uma praga, uma doença suprapartidária. O problema é que o resultado dessa política não afeta os privilegiados e sim os mais necessitados, empobrecendo ainda mais suas vidas. Estamos nos tornando um país de miseráveis, enquanto dezenas de milhões não têm acesso a esgoto, altos “servidores” públicos se banqueteiam com lagostas e vinhos raros entre outros desatinos. O que fazer para eliminar essa praga? Depende do que queremos para nossas vidas: continuar sendo lacaios de farsantes e corruptos ou assumir nossas responsabilidades em uma sociedade democrática. Afinal em uma democracia quem tem o poder é o povo. Ou não vivemos em uma democracia?

 

Celso Tracco é escritor, palestrante e consultor – www.celsotracco.com

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

9 comentários

  1. Avatar

    Renovação inútil em Volta Redonda.

    Prefeito prioriza rico em detrimento da população.

    Antes tínhamos água, direito de ir e vir , lago…

    3 dias que Belvedere, Casa de Pedra, Vila Rica, Roma estão sem água .

    Sendo que além de residências existem comércios e hospitais na região.

    Já quebraram o duto de água 4 vezes.

    Não planejaram sequer uma outra saída do bairro, que tem uma só entrada e saída para fazer o buraco.

    Atrapalharam todos que pegam a rodovia para irem para seus trabalhos, residências, escolas, hospitais e para a Dutra, já que aqui é rota de viagem.

    Interditaram uma rodovia para satisfazer interesses particulares de um Sr que vai fazer um loteamento .

    Aterraram uma lagoa com capivara, arara, maritaca, etc e destruíram todo um ecossistema.

    Tudo em nome de 1 só.

    A vila está esburacada, suja, mal iluminada, cheio de gente usando drogas.

    A poluição só aumenta , pois não trocam os filtros.

    Cada hora é uma coisa: Sheik do Jantar, clínica São Camilo, Santa Margarida, escritório Central…

    Não há um plano de governo.

    Só ações privilegiando os grandes empresários em detrimento da população.

    E o mais estranho é que não há oposição, todos calados, coniventes …

  2. Avatar

    O que mudou?!
    Depois de tanto desrespeito com a população como o Mensalão; dinheiro na cueca; Petrolão; sítio de Atibai; triplex na Guarujá; 50 bilhões de reais para ditaduras da América Latina e África, como a Venezuela e Cuba, dinheiro esse que os países que receberam não estão pagando de volta, ou seja, estão dando calote no Brasil…. e 50 bilhões de reais fazem falta mesmo para a saúde e educação!!!
    Depois de todas as sacanagens dos políticos, principalmente dos comunistas, a população acordou e está mais atenta e mobilizada contra os políticos bandidos ou bandidos políticos, pois muitos eram bandidos e depois viraram políticos!
    E tanta mobilização, que nesse Domingo dezenas de pessoas vão sair às ruas para exigir os cumprimento dos 4 exemplos dados pela opinião de Celso Tracco! Ou seja, agora os deputados terão que ouvir a voz das ruas, o que não ocorria há 9 ou dez anos atrás! Com a rapidez da Internet a sociedade está mais mobilizada para exigir Democracia!
    O que dizer daqueles que estão falando mal da mobilização da população nesse Domingo?!
    Como diria Albert Einstein: “Há duas coisas infinitas: O Universo e a estupidez humana….”.

    • Avatar

      Renovação inútil ? É a constatação de um governante e staff medíocre, apoiado por não menos medíocres, elementos q munidos de revanchismo e ódio seletivo, não conseguem enxergar a um palmo do nariz. Com esse discurso enfadonho e já ultrapassado de; esquerda, Lula, PT, Vanezuela, só conseguem dar munição aos opositores, demonstrando a incapacidade de olhar p frente. Já passou da hora de descer do palco e tentar mostrar q , sabemos q é difícil, um pouco menos de fraqueza e mediocridade.

  3. Avatar

    Todos têm o direito de se expressar, até com os absurdos escritos neste artigo por este consultor de traque. TRISTE país que tem esse tipo palestrante.

    • Avatar

      Ele está nervoso devido a mais uma notícia sobre o aspone Queiroz da familicia Bozzonaro. Pagou a cirurgia no hospital da elite, Albert Einstein em SP, no valor de 130 mil reais, EM DINHEIRO VIVO, sendo um mero PM da reserva. Vc leu nessa baboseira escrita alguma menção a Bozzo e sua familicia ? Então não é p ser levado a sério.

  4. Avatar

    A tão falada democracia em nosso país, pelo menos, é um falso argumento que muitos usam, principalmente alguns políticos desavergonhados, para defenderem seus direitos em face de alguma ameaça externa. A frase “ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO” se tornou uma piada do cotidiano político, uma farsa escancarada. Quanto ao posicionamento do Congresso, pós-eleição, concordo plenamente com o nobre articulista: é uma tremenda decepção, ressalvando-se pequenas exceções, é claro.

    • Avatar

      As pequenas exceções são os transloucados apoiadores do Bozzo né ? Com menos de 30% de aprovação acho q o problema não é o congresso não, mas sim a incompetência do governante e de seu estafe composto de Bufões.

    • Avatar

      Jorge Salomão o PT teve 16 anos e fez a Maior Crise Econômica que o país já teve! Eu nem falo do Maior Esquema de Corrupção que o mundo já teve!
      Agora Bolsonaro só teve 5 meses e você quer que ele conserte todo o estrago feito em 16 anos de incompetência e roubalheira petista?!
      O que dizer daqueles que criticam Bolsonaro e esquecem que ele herdou uma herança maldita dos criminosos petistas?!
      Como diria Albert Einstein: “Há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana!”

    • Avatar

      Jorge Salomão fez a análise sucinta e cirúrgica da realidade.

Untitled Document