;
domingo, 29 de novembro de 2020 - 05:11 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Conselheiros do MEP analisam cenário político de Volta Redonda

Conselheiros do MEP analisam cenário político de Volta Redonda

Matéria publicada em 25 de outubro de 2020, 11:06 horas

 


Momento eleitoral foi tema de reunião online; programas do Movimento também foram debatidos

Reunião aconteceu nesse sábado, dia 24, online (Foto: Reprodução)

Volta Redonda – Conselheiros do Movimento Ética na Política (MEP) fizeram uma reunião de trabalho online nesse sábado (24) para analisar o cenário político eleitoral do município de Volta Redonda, além de debaterem sobre programas do Movimento.

– É importante estarmos atentos ao cenário eleitoral, em especial o de Volta Redonda. E também sobre o andamento dos programas do Movimento – disse Vitória Fortini, estudante de pedagogia e ex-aluna Pré-Vestibular Cidadão (PVC), na saudação inicial aos conselheiros.

Na sequência, o professor de sociologia e filosofia no PVC, Érique Barcellos, falou sobre análise sociopolítica local. “Falar sobre eleições, em especial de Volta Redonda, tendo como foco a linha de pensamento do MEP, é um grande desafio. Arrisco a dizer que a eleição, apesar das novas regras e normas, e também o contexto de pandemia, segue na mesma efervescência dos pleitos anteriores. Contudo, se observamos bem, os elementos de ‘controle do processo’, mesmo com alguns diferenciais não trazem grandes novidades na corrida rumo ao poder local”, pontuou Barcellos.

O professor acrescentou ainda: ”Há um elemento importante no processo que deve ser ressaltado: o fator vigilância, que permite a sociedade e o próprio Estado se interpor; assim, no marco democrático oportuniza-se novidades, por exemplo – combate as fakes news, denúncias de desvios, interpelações judiciais, debates diferenciados nas mídias e nos movimentos sociais – fatos que notoriamente influenciam a tomada de consciência e as escolhas dos eleitores”, afirmou Barcellos.

Após a fala do professor, os conselheiros debateram as pontuações apresentadas.

“Notamos que há movimentações dos candidatos (as) nas redes sociais, nas ruas e também nas carreatas, mas há ainda um silêncio de boa parte dos eleitores. O MEP deve seguir vigilante e colaborando para que as pessoas participem e façam escolhas atentas à projetos, que propiciem mudanças de realidades para o bem da sociedade”, resumiu Vitória, acrescentando a aprovação para o debate eleitoral no segundo turno que será organizado pelo MEP, com previsão para o dia 20 de novembro, via rede social, com o aval da Justiça Eleitoral.

Educação do MEP

Abigail Ribeiro, também da equipe pedagógica do PVC, sugeriu a realização de um encontrão com alunos e professores sobre o Pré-Vestibular Cidadão, após informes sobre as aulas virtuais. “Sinto a necessidade de criarmos um momento, embora virtual, para nos vermos, matar saudades e nos fortalecer a partir de olhares além das telas”, defendeu a conselheira.

Aprovada a proposta, o  “Encontro de fraternidade” será realizado em novembro.

Questões socioambientais do MEP 

Silvia Real, da equipe socioambiental, informou que estão atentos à pauta e que projetos tiveram que ser pausados devido o processo eleitoral. “Estamos atentos à pauta, demos uma parada nos projetos devidos o processo eleitoral, mas estamos observando as propostas socioambientais e dos direitos humanos nas falas dos candidatos para melhor orientar nas nossas escolhas”, disse Sílvia Real, ligada à área de geociência.

Vitória Fortini, atenta e habilidosa ao encerrar a reunião, agradeceu a participação ativa de todos e convidou a equipe para o ‘café virtual’, momento de ‘prosa livre’. Fato, que fez surgir uma surpresa alvissareira.

Juliana Resende, da equipe do Pré-Vestibular Cidadão – Núcleo Retiro, a convite dos conselheiros, entrou na sala virtual, numa chamada de emergência e teve uma surpresa. Palavras de gratidão pela sua vida e o trabalho desenvolvido no MEP foram exclamadas – acompanhadas de palmas – , desejando a sua pronta recuperação da recente cirurgia. Juliana, feliz e lacrimejante, informou que retorna em meado de novembro.

Participaram da reunião: Vitoria Fortini, Abigail Ribeiro, Amanda Mattos, Érique Barcellos, Pedro Paulo Vidal, Nerina Azevedo, Silvia Real e Zezinho. Justificaram ausências: Nirlene Pirassol Tepedino, Davi Souza, Robson Oliveira e Nícholas Coutinho.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar

    “Vai Vendo” está coberto de razão.

  2. Avatar

    Sem coordenação de um Cientista Político não é análise política e sim “Café Virtual” como sugerido por um participante, ou conversa de botequim.

  3. Avatar

    Só NULIDADES! Aparecem de 4 em 4 anos.

  4. Avatar

    Esse pessoal falam muito e não fazem nada.
    Não sei por que ainda existe.

Untitled Document