terça-feira, 28 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / CSN vai reajustar o preço do aço em 10%

CSN vai reajustar o preço do aço em 10%

Matéria publicada em 10 de dezembro de 2019, 15:53 horas

 


Volta Redonda – A CSN vai reajustar em 10% os preços dos aços que fabrica a partir de primeiro de janeiro. A informação foi dada nesta terça-feira, dia 10, pelo diretor executivo comercial e de logística, Luiz Fernando Martinez.

O aumento abrange tanto aços planos quanto aços longos. A nova tabela vai atingir os consumidores de distribuição, construção civil, fabricantes de tubos e indústria em geral.

Para as montadoras de automóveis, as negociações estão em fase final, com previsão de reajuste entre 5% a 7,5%. Dentre os motivos apontados pelo diretor para o reajuste estão a alta do dólar e o prêmio negativo entre o produto nacional em relação ao importado (cerca de 4% a 6%).

Segundo relatório da Guide Investimentos, o impacto é favorável para o papel na bolsa e para toda a indústria siderúrgica, com perspectivas boas no médio prazo .

“No caso de CSN, cerca de 4% das exportações são efetivamente para os EUA, sendo que grande parte do resultado advém do segmento de mineração”, diz a Guide.

As informações são da Revista “Isto É”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Em consonância com a sobretaxa sobre importação determinada pelo trump, amigo de vosso líder eleito.

  2. Avatar

    Os salários tb irão aumentar 10%?

    • Avatar

      O mais incrível é q nenhum comentário relacionou o aumento da csn áo aumento da taxa de importação de e aço e alumínio decretada pelo trump á Argentina e Brasil, por manterem cotação do dólar em alta, pra beneficiar os exportadores.

  3. Avatar

    Bolsonaro pregando o aço no traseiro dos cidadãos de bem kkkkkkkk

    Faz arminha que o preço cai

  4. Avatar

    É o salário oh.

  5. Avatar

    E os funcionários pedem aumento e ganham se muito a reposição da inflação. Lamentavel

Untitled Document