quinta-feira, 21 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Defesa Civil e Inea definem estratégias para reduzir índice de alagamento dos rios

Defesa Civil e Inea definem estratégias para reduzir índice de alagamento dos rios

Matéria publicada em 14 de outubro de 2019, 16:23 horas

 


Drone foi utilizado para sobrevoar cerca de 120 metros a fim de melhor avaliar os pontos mais críticos
(Foto: Paulo Dimas- Secom PMBM)

Barra Mansa- A Defesa Civil de Barra Mansa acompanhou a primeira etapa do levantamento topográfico realizado pelo Instituto Estadual do Meio Ambiente (Inea) na manhã desta segunda-feira (14). Neste primeiro dia foi realizado teste com drone visando definir os pontos de maiores índices de transbordamentos dos Rios Barra Mansa, Bananal e Bocaina.

A partir desse acompanhamento uma equipe técnica do Inea realizará a limpeza das áreas de amortecimentos e a dragagem dos rios. Um drone foi utilizado para sobrevoar cerca de 120 metros a fim de melhor avaliar os pontos mais críticos. Após a conclusão do estudo será definido qual técnica será utilizada para reduzir as chances de transbordamento.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Barra Mansa, Sérgio Mendes, o Serginho Bombeiro, esse é o terceiro encontro entre o órgão e a prefeitura.
– Tivemos outros momentos em que analisamos as melhores estratégias para iniciar esse estudo e trabalho. Não iremos focar apenas na probabilidade, mas também nas estatísticas. Entendemos que entre novembro e março é o período mais crítico, com maiores índices de chuvas e a nossa intenção é fazer o melhor possível para enfrentar esse período – informou o coordenador.

Sávio Chaves, topógrafo da Cohidro, empresa terceirizada no Inea, explicou que realizar o monitoramento aéreo é o meio mais eficaz para a coleta de resultados com maior rapidez e precisão.
– Esse primeiro teste nos permitirá conhecer melhor as áreas e definir o que será feito. O equipamento irá margear 150 metros da largura e extensão dos rios, a partir daí avaliaremos as condições das margens e, posterior, a construção da contenção – ressaltou o profissional, que garantiu que dentre três meses os estudos e projetos estarão concluídos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    CICLISTA OBSERVADOR

    INEA E SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE, PASSEM PELA ESTRADA FLORIANO/RIALTO E VOCÊS IRÃO VER CONSTRUÇÕES DENTRO DA ESTRADA E ÁREA DE APP (ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE), FORMANDO VERDADEIROS GARGALOS, QUE NO FUTURO TRARÃO SÉRIOS PROBLEMAS AO MEIO AMBIENTE E MOBILIDADE DO MUNICÍPIO. PELOS MENOS NOTIFIQUEM E DELIMITEM COM CERCAS ESTRADA E RIO.

Untitled Document