>
quinta-feira, 26 de maio de 2022 - 14:40 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Famílias do ‘Minha Casa, Minha Vida’ de Volta Redonda receberão atendimento social

Famílias do ‘Minha Casa, Minha Vida’ de Volta Redonda receberão atendimento social

Matéria publicada em 17 de janeiro de 2022, 13:28 horas

 


Parceria entre Smac, Caixa Econômica, Senai e Sesi promoverá inclusão social e produtiva, visando dar autonomia aos moradores

A reunião serviu para organizar e reprogramar o Projeto de Trabalho Técnico Social – PTTS, para os dez residenciais do ‘Minha Casa, Minha Vida – Foto: divulgação PMVR.

Volta Redonda- Uma reunião realizada essa semana entre a Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac), representantes da Caixa Econômica Federal e do Sistema Firjan (Senai e Sesi), serviu para organizar e reprogramar o Projeto de Trabalho Técnico Social – PTTS, para os dez residenciais do ‘Minha Casa, Minha Vida’ existentes em Volta Redonda nos bairros Ingá I e II, São Sebastião I, II e III, Três Poços, Roma, Candelária, Belmonte e Jardim Cidade do Aço.

O Projeto de Trabalho Técnico Social (PTTS) desenvolve ações de apoio e fortalecimento à participação efetiva das famílias beneficiárias, por meio de atividades que promovem a inclusão social e produtiva, visando garantir habitabilidade familiar e comunitária, geração de renda e, consequentemente, a sustentabilidade do empreendimento.

A diretora do Departamento de Proteção Social Básica, Rosane Marques de Carvalho, a Branca, explica que o PTTS foi criado com a finalidade de cuidar dos beneficiários do programa.

“O PTTS é o conjunto de ações que visam promover a autonomia e o protagonismo social, para criar mecanismos capazes de viabilizar a participação dos beneficiários nos processos de decisão, implantação e manutenção dos bens e serviços, adequando-os às necessidades e à realidade dos grupos sociais atendidos, além de incentivar a gestão participativa e de trabalhar o empoderamento das famílias”, destacou a diretora.

O secretário municipal de Ação Comunitária, Munir Francisco ressaltou que quando deixou o governo, em 2016, havia iniciado o PTTS em alguns empreendimentos, mas que o governo anterior não deu continuidade no projeto.

“Quando deixamos o governo, havíamos iniciado o PTTS em alguns empreendimentos do ‘Minha Casa, Minha Vida’, com ações comunitárias, que tinham a participação de inúmeras secretarias. Infelizmente a gestão que assumiu a pasta em 2017, não deu continuidade, prejudicando os moradores e contribuindo para a desorganização e aumento de problemas sociais que assolam as famílias que vivem nos empreendimentos”, disse Munir.

O processo de reprogramação do recurso para retomada do PTTS segue para análise da Procuradoria Municipal do Município.

“Após análise minuciosa da Procuradoria Municipal do município, iremos dar prosseguimento e acelerar o retorno do PTTS em todos os residenciais, para fomentar nos moradores a mobilização e organização comunitária e oficinas de Inclusão Produtiva”, concluiu o secretário.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document
close