sábado, 17 de abril de 2021 - 12:26 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Fiscalização verifica denúncia sobre aglomeração em frente loja na Avenida Joaquim Leite

Fiscalização verifica denúncia sobre aglomeração em frente loja na Avenida Joaquim Leite

Matéria publicada em 31 de março de 2021, 20:15 horas

 


Gerência da loja foi orientada sobre regras do decreto nº 10.209/21 em vigor até 04 de abril; caso haja reincidência, estabelecimento será interditado

Barra Mansa – Agentes da Fiscalização de Postura e da Defesa Civil, da Secretaria de Ordem Pública de Barra Mansa, receberam diversas denúncias sobre aglomerações na área externa de uma loja, localizada na Avenida Joaquim Leite. Eles estiveram no estabelecimento nesta quarta-feira, 31, para checar a situação.

De acordo com o secretário da Pasta, William Pereira, no local foi verificado que as pessoas estavam mantendo filas na calçada, sem o devido distanciamento social, para entrar na loja. “A gerência da unidade foi orientada minuciosamente sobre as medidas restritivas válidas até o dia 4 de abril, estabelecidas pelo decreto nº 10.209/21 com a finalidade de evitar novas contaminações pela Covid-19.  Entre as principais posturas a que devem ser adotadas, destaques para a verificação da temperatura dos clientes logo na entrada da loja, assim como a exigência do uso de máscara facial e da higienização das mãos com álcool 70”, explicou William.

O secretário disse ainda que, como a loja, assim como outras, atua no ramo alimentício de produtos de Páscoa de acordo com o alvará, o funcionamento poderá ser realizado no horário entre 9h e 19h. “Com isso, evitamos aglomerações internas e externas, mas vale ressaltar que se as regras forem descumpridas seremos rígidos e interditaremos o estabelecimento”.

Por fim, William Pereira, destacou que denúncias sobre festas clandestinas, aglomerações e desrespeito ao decreto municipal devem ser efetuadas diretamente pelos telefones (24) 3028-9369 e 3028-9339, que funcionam todos os dias da semana, 24 horas. O nome do denunciante é mantido em sigilo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Fiscaliza os ônibus dentro dele….

  2. Avatar
    fiscalização????

    A fiscalização só atende e funciona no centro e bairros de pessoas com dinheiro, nós da periferia, liga para CIOSP, 153 Guarda minicipal, e 156 , e dificil alguem atender a ligação, mesmo qdo atendem nunca vem ninguém, as aglomerações de bailes fank continuam a vontade,. o pessoal que mora em bairros da periferia não deveriam pagas taxas e iptu, pois a prefeitura nunca nos atende.principalmente nas sextas e sábados

  3. Avatar

    O fanático insiste: Eu não tomo vacina, não uso máscara e estou sempre nas muvucas. Tenho ódio de quem me chama de louco, porque são uns maricas desgraçados. Mas estou tonando o kit covid adotado pelos bolsonaristas, que vem agora com o Rivotril e Gadernal.

    Que figura! Não é ??? Kkkkkk……

  4. Avatar

    A empresa têm que respeitar e exigir que se cumpram as medidas, pois depois ter de fechar o comércio por ter contribuído com o aumento dos casos não ajuda nada o comércio, não se pode objetivar apenas o lucro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document