quarta-feira, 8 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Fórum estadual de serviços de acolhimento acontece em Resende

Fórum estadual de serviços de acolhimento acontece em Resende

Matéria publicada em 24 de novembro de 2019, 10:01 horas

 


 

Encontro itinerante será realizado no Colégio Estadual Olavo Bilac, no bairro Campos Elíseos-Foto: PMR

Resende- A 6ª Reunião Itinerante do Fórum Estadual dos Serviços de Acolhimento Familiar do Rio de Janeiro será realizada nesta segunda-feira, dia 25, no município de Resende. O encontro de profissionais que atuam nos serviços de acolhimento familiar acontecerá no salão do Colégio Estadual Olavo Bilac, situado na Avenida Presidente Vargas, no bairro Campos Elíseos, entre 9h e 16h. O evento é apoiado pela Prefeitura de Resende, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos. O tema desta edição é “Financiamento Público e Acolhimento Emergencial”.

Às 9h, haverá um café da manhã. O evento será aberto às 10h, com a apresentação dos representantes dos municípios e a leitura da ata da reunião anterior. A programação inclui a palestra relacionada ao assunto “Acolhimento Emergencial”, ministrada pelo promotor de Justiça da Infância e da Juventude da Comarca de Resende, Afonso Henrique Reis Lemos Pereira, prevista para começar às 10h40. Depois, haverá palestra sobre “Financiamento Público”, com a superintendente Administrativo-Financeira da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos de Resende, Rita de Cássia dos Santos Costa. Por volta de 11h30, será realizado debate, previsto para ser encerrado ao meio-dia.

Às 13h, após o intervalo, a reunião é retomada com apresentação do Serviço de Acolhimento Familiar de Resende, além de depoimento a partir do Programa Família Acolhedora. O programa é desenvolvido em parceira entre a Prefeitura de Resende, o Poder Judiciário e a sociedade civil. O acolhimento familiar é voltado para crianças e adolescentes de 0 a 18 anos de idade, que tenham tido direitos violados ou se encontrem em vulnerabilidade social, cujas famílias não conseguiram cumprir, temporariamente, a função de cuidado e proteção.

De 14h às 16h, terá outro debate para abordar conhecimentos sobre a temática, além da troca de experiências entre os profissionais. A secretária de Assistência Social e Direitos Humanos de Resende, Jacqueline Primo, destacou que o fórum, realizado trimestralmente, visa discutir implantações e melhorias nos serviços de acolhimento.

– A cada três meses, um município sedia o encontro, que é uma iniciativa autônoma dos profissionais da área que se uniram em virtude da necessidade de ampla discussão sobre as questões do acolhimento familiar. O objetivo é debater sobre o funcionamento e as ações de aperfeiçoamento dos serviços de acolhimento familiar, bem como suas especificidades e dificuldades no cotidiano, permitindo, desta forma, a interação entre os profissionais. Além dos profissionais atuantes, vão participar do evento: gestores da política pública de Assistência Social; e atores do sistema de garantia de direitos, famílias acolhedoras e autoridades judiciárias. Por fim, somando as forças e experiências, a intenção é proteger e oferecer melhores condições assegurando as convivências familiar e comunitária de crianças e adolescentes – reforçou.

A secretária ainda explicou como funciona o cadastramento do Programa Família Acolhedora, que foi instituído pela Lei Municipal 2.943/2012, com base no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
“As famílias ou pessoas interessadas devem entrar em contato com o Serviço de Acolhimento para Crianças e Adolescentes, na sede do programa, localizado na Rua Pandiá Calógeras, nº 157, no bairro Jardim Jalisco. O funcionamento é entre segunda e sexta-feira, de 8h às 17h. O telefone é (24) 3381 6174”, finalizou.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document