>
quinta-feira, 26 de maio de 2022 - 13:55 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Programa ‘Criança Feliz’ do Ministério da Cidadania tem a adesão da prefeitura de VR

Programa ‘Criança Feliz’ do Ministério da Cidadania tem a adesão da prefeitura de VR

Matéria publicada em 24 de janeiro de 2022, 13:40 horas

 


Programa vai atender crianças e gestantes

O “Criança Feliz” é o principal programa do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) voltado para atender a primeira infância – Foto: Divulgação PMVR.

Volta Redonda- A Prefeitura Municipal de Volta Redonda, por meio da secretaria de Ação Comunitária (Smac), projeta ainda para o primeiro semestre de 2022, a implantação do “Programa Criança Feliz”, do Ministério da Cidadania. O programa visa estimular o desenvolvimento integral de crianças em situação de risco ou vulnerabilidade social, na primeira infância – fase determinante para o desenvolvimento de habilidades de coordenação, memória e capacidade de aprendizado.

A iniciativa alcançará crianças com idade de 0 a 3 anos e gestantes que estejam inseridas no Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais do Governo Federal, e crianças com entre 0 e 6 anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC). O programa irá funcionar nas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município. A adesão passou por aprovação do Conselho Municipal de Assistência Social.

De acordo com a diretora do Departamento de Proteção Básica da Smac, Rosane Marques, a ‘Branca’, o “Criança Feliz” é o principal programa do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) voltado para atender a primeira infância. O município vai definir as políticas (assistência social, saúde, educação, direitos humanos, cultura, entre outros) que irão instituir o Comitê Gestor da primeira infância, que é uma instância de planejamento, tomada de decisão e acompanhamento do programa.

“A Smac, em parceria com outras secretarias do governo, estará envolvida para mudar a realidade dessas crianças. O programa orientará as famílias sobre a melhor maneira de estimular os filhos, vai encaminhar as famílias aos serviços públicos e políticas que necessitam, além de realizar acompanhamento das gestantes desde o pré-natal, preparando as mães em toda linha de cuidado, bem como o fortalecimento do vínculo familiar”, explicou.

A iniciativa tem como ponto central, a visitação domiciliar que será realizada por 23 visitadores e 2 supervisores, todos capacitados pelo governo.

“Os visitadores serão capacitados em diversas áreas de conhecimento, como saúde, educação, serviço social, direitos humanos, cultura, etc. A troca com as famílias será rica e constante. Para participar do programa, é preciso manter os dados no Cadastro Único atualizados, principalmente quando há grávidas e crianças de até seis anos na família. Por conta disso, vamos manter um comitê estratégico para mapearmos essas famílias e criarmos o plano de implantação”, anuncia o secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco.

Munir explica também sobre a importância dos estímulos e cuidados até os 6 anos de idade para o desenvolvimento social da criança por toda a vida.

“A formação inicial é determinante. O caráter, as competências e a inteligência de uma pessoa são definidos nos primeiros anos de vida. Por isso, é muito importante que a criança receba esse cuidado especial para que se torne um adulto mais preparado”, destacou o secretário.

O Programa “Criança Feliz” está em sintonia com as políticas públicas já desenvolvidas em Volta Redonda. “Cuidar das pessoas é o foco do nosso governo. As crianças do nosso município terão uma atenção especial a partir de mais um programa social. Começamos o ano de 2022 com mais ações para a população que mais precisa”, concluiu Munir.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document