Quando der…

by Diário do Vale

Quando der, se der, diga:
“Eu te amo”
“Quero sempre você perto mim”
Quando der, se tempo deixar, corra rápido pra cá. Espera não.
Quando der, se você se lembrar, encontre-me pra conversar.
Falar da vida talvez…
Quando der, se as coisas mudarem, não vá embora daqui.
Fica triste e vazio… Um mundo sem gente.
Quando der, vendo que é tarde, não deixe de procurar.
Esperança vive sempre mesmo que tudo morra.
Quando der e realmente você quiser, ainda aqui estarei…
Diferente, triste, um pouco descrente.
Então quando der, faça realizar…
Seja quem escolhe ficar…
Pra não se arrepender.
Esperança de esperançar não morre…
Mas podemos não estar mais nesse lugar.

Por Valdeci Ferreira 

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996