Carro envolvido em acidente na Vila Santa Cecília era clonado

Veículo tinha numeração de outro automóvel e também registro de furto; HB20 foi levado para a delegacia da Polícia Civil (93ª DP)

by Vivian Costa e Silva

Volta Redonda – A Guarda Municipal de Volta Redonda (GMVR), em parceria com o Detran (Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro), constatou após perícia técnica, que o carro envolvido em um acidente há pouco mais de dois meses na Vila Santa Cecília usava a numeração de outro automóvel – prática irregular conhecida como clonagem. Além disso, o veículo possuía registro de furto. A descoberta aconteceu na última semana.

Em 3 de setembro, as câmeras de monitoramento da cidade registraram o momento em que o carro – modelo HB20 – bateu no tapume da obra de expansão de um shopping center, que está sendo realizada na Rua 12. Desde então, o veículo estava no depósito público municipal.

Na ocasião do acidente, o condutor não se feriu e abandonou o carro no local. Pela conduta do motorista, os agentes da GMVR suspeitaram de algum ilícito e encontraram indícios de adulteração. O veículo foi removido por um guincho e levado ao depósito público municipal. Foi solicitado apoio do Detran, que, através da Divisão Anticlonagem, realizou a perícia técnica e constatou que o veículo era um clone, utilizando a numeração de outro, com placa de Conceição da Aparecida (MG).  Após a constatação da clonagem, o carro foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil (93ª DP).

 

Outro carro clonado

A parceria entre GMVR e Detran também identificou outro episódio de clonagem de veículo – no caso, um Hyundai Creta recolhido das ruas em maio deste ano no bairro Padre Josimo. O carro foi removido após denúncia de abandono, com base no Decreto 15.601/2019 – que prevê a remoção de veículos abandonados em logradouros públicos. Os agentes encontraram um manual de fábrica no interior do veículo, onde constava um número de chassi diferente do que ele apresentava. Durante a investigação, constatou-se que o Hyundai Creta havia sido furtado no Rio e que estava com a numeração de outro automóvel.

Em ambos os casos, há suspeita de que os veículos estavam sendo usados para a prática de crimes como tráfico de drogas, assaltos e até disputa de “rachas” – corridas não autorizadas praticadas por veículos em vias públicas. O veículo também foi encaminhado para a 93ª DP, onde segue apreendido.

“Os dois veículos têm suspeitas de envolvimento em crimes e serão investigados pela Polícia Civil. Esses casos só reforçam a importância do nosso trabalho de fiscalização e monitoramento permanente, através do projeto ‘Cidade Monitorada’, aliado ao trabalho integrado das forças de segurança. Sem dúvidas o trabalho realizado em Volta Redonda vem obtendo bons resultados”, ressaltou o secretário municipal de Ordem Pública, tenente-coronel Luiz Henrique Monteiro Barbosa.

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996