quarta-feira, 20 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Comandante geral da PM diz que região é ‘porta de entrada de material para o crime no Rio’

Comandante geral da PM diz que região é ‘porta de entrada de material para o crime no Rio’

Matéria publicada em 21 de março de 2018, 15:52 horas

 


Volta Redonda – O comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Luís Cláudio Laviano, afirmou que o Sul Fluminense e a Costa Verde são portas de entrada de material usado pelo crime organizado no Rio de Janeiro. Durante a troca de comando no 5º CPA (Comando de Policiamento de Área), Laviano destacou que as mais recentes apreensões de drogas, armas e munições nas estradas que cortam as duas regiões comprovam a necessidade de uma ação diferenciada de inteligência.

Além disso, o comandante-geral citou o exemplo de Angra dos Reis como o que a polícia pretende evitar que se repita nas demais cidades da região. Na cidade litorânea, explodiu uma guerra entre facções criminosas e os índices de violência subiram em escala sem precedentes no histórico regional.

“Essa é uma região próspera e importante para o estado. E que requer uma atenção especial da Polícia Militar. Visto o que aconteceu em Angra dos Reis, devemos estar todos atentos para que isso não se repita”, afirmou.

Laviano disse que a região deve ser vista como uma posição estratégica para o combate ao crime no estado. Justificou, assim, a escolha do coronel Antônio Jorge Goulart Matos para assumir o comando do 5º CPA.

Durante a cerimônia, foi confirmado que Goulart deixou o comando da Coordenadoria de Inteligência da Polícia Militar para montar uma nova estratégia de ação para a região.

– O coronel Goulart tem uma vasta experiência no trabalho de inteligência e chega para colocar em prática este conhecimento na região – disse Laviano.

O 5º CPA abrange as cidades cobertas pelos seguintes batalhões: 28º (Volta Redonda), 37º (Resende), 10º (Barra do Piraí) e 33º (Angra dos Reis). Pega cidades do Sul e Centro-Sul Fluminense, bem como toda a Costa Verde. A tropa tem mais de 2,4 mil policiais militares e a partir de agora terão ações especialmente coordenadas pelo novo comandante. Goulart disse que tão importante quanto combater os bandidos, será combater os “amigos dos bandidos”.

– Muitas vezes nosso maior inimigo não é o criminoso propriamente dito. Esse é o jogo conhecido, que é a polícia contra o bandido. O nosso maior desafio é descobrir e combater o ‘amigo do criminoso’. Aqueles que estão ‘do lado de lá’. Está claro que lutamos contra um sistema e vemos pessoas que, por alguma questão ideológica ou algo parecido, parecem querer o mesmo que os criminosos. O cenário é desfavorável e a missão é difícil, mas se não fosse difícil não estaria sendo repassada a nós – afirmou Goulart.

Homenagens a Igor Magalhães

A cerimônia de transmissão de cargo marcou também a aposentadoria do coronel Igor Magalhães, que comandou o 5º CPA por três anos e meio. Igor foi homenageado por Laviano com uma placa e um discurso de agradecimento por 33 anos de serviços prestados à Polícia Militar.

Da mesma maneira, Goulart destacou que sempre teve no antecessor uma referência. “Um policial íntegro, honesto e trabalhador. Sempre acompanhei e admirei a carreira do comandante Igor”, afirmou.
Igor Magalhães agradeceu a tropa, a família e muitos civis pelo empenho em apoiar as ações do 5º CPA. Afirmou ainda que não poderia elencar uma ação específica e muito menos quantificar o trabalho desempenhado nesse tempo. “O trabalho foi feito no dia a dia, diuturnamente por estas pessoas. Eu só tenho de agradecer”, disse.

Por Rafael de Paiva

Leviano cumprimenta Goulart observado por Igor Magalhães

Leviano cumprimenta Goulart observado por Igor Magalhães (Paulo Dimas)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Uau ! que descoberta ? hein !

  2. Avatar

    A primeira mudança tem que ser cultural, ser honesto é bom e bandido é ruim isso tem que ser ensinado para nossos filhos. A PM não tem que acabar e sim ser retirada as laranjas podres e os que ficarem vestirem a farda com vontade de proteger a população de bem.

  3. Avatar

    é com muitos polícias só pegando propina é uma porta escancarada.

  4. Avatar
    ze pilantra do agreste

    Pede pra sair jogar culpa no sul fluminense fica fácil extinção ja

  5. Avatar

    se sabem disso..espero que deem uma atençao maior a nossa regiao.

  6. Avatar

    Comandante, consta que também tem “porta de entrada” através de embarcações pela Baía de Guanabara, jurisdição da Marinha. E o que vem por terra, primeiro passa pelas fronteiras do Brasil e atravessam no mínimo 2 outros estados antes de chegar ao RJ. E já foram presos policiais, civil e militar, traficando armas e munição, que poderiam ser usadas inclusive para matar seus companheiros de farda.

    • Avatar
      Bolsonaro do sul Fluminense

      Os próprios amigos dele buscam acertos(propinas de tráfico) nos bairros mais perigosos da região quase todos os dias, e eles vem falar que o sul Fluminense é porta …. Antes de chegar na Região passa por várias fronteiras facilitados por militares, civil, federal e etc! Policiais estão morrendo pela própria corrupção… Os bandidos de fardas estão matando seus próprios colegas, que na maioria são inocentes querendo trabalhar honestamente!! Estão pagando com a vida a ganância e o subornos dos bandidos de farda!!! Todo ano é mais de 100 policiais morrendo… O governo não tá tendo dinheiro para pagar tanta indenizaçãoes as famílias…cada preso custa milhões para o país!! A polícia militar vai acabar e entrar em extinção.. devido os fatos acima mencionado, é muita morte de inocentes e muita corrupção nesse meio!! Perdi um amigo PM um tempo atrás, amava o que fazia e queria trabalhar honestamente com amor as vidas e valorizava sua farda!! A corrupção que financia o crime tirou a vida dele!! Sul Fluminense não é entrada de crime não, a entrada do crime tá nas mãos dos políticos ladrões e bandidos de farda!!

Untitled Document