terça-feira, 14 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Disque Denúncia pede informações sobre envolvido na morte de companheira em Angra dos Reis

Disque Denúncia pede informações sobre envolvido na morte de companheira em Angra dos Reis

Matéria publicada em 25 de maio de 2020, 16:03 horas

 


O corpo da vítima foi encontrado com marcas de facadas

Angra dos Reis – O Disque Denúncia (0300 253 1177) divulgou nesta segunda-feira (25), um cartaz para ajudar a 166ª DP (Angra dos Reis) com informações que possam levar a prisão de Alessandro de Jesus Guerreiro, de 33 anos. Ele é o principal suspeito de assassinar Zenilda Ferreira dos Santos, de 59 anos. O suspeito fugiu do local dos fatos, sendo incerto o seu paradeiro. Sendo assim, ele já é considerado foragido da Justiça.

O crime aconteceu em um imóvel da Rua Mário das Graças Toledo, no bairro Perequê, em Angra dos Reis, na Costa Verde. Policiais Militares foram acionados por volta das 22h, do dia 19 de maio, por parentes da vítima, que estranharam o fato de não estar conseguindo fazer contato com ela. Ao entrarem no imóvel, os agentes encontraram Zenilda morta no chão, com marcas de facadas, na parte do imóvel que funcionava como um bar. A Polícia Civil, através da 166ª DP, esteve no local para realizar perícia. O caso foi registrado na delegacia e começou a ser investigado.

Após investigações e análise dos depoimentos, foi constatado que a vitima, conhecida como “Zena”, mantinha um relacionamento amoroso com Alessandro, e havia cerca de três meses, que a relação era muito conturbada, uma vez que Alessandro a ameaçava, a ofendia e agredia com frequência sua companheira.

As investigações revelaram que, no dia 18 de maio, um dia antes do crime, o casal teria discutido e Alessandro teria ofendido e ameaçado a vítima, com a seguinte frase: “HOJE ISSO TUDO VAI TER UM FIM, TUDO VAI SER RESOLVIDO HOJE”. Segundo familiares da vítima, Alessandro era agressivo, ingeria bebidas alcoólicas e fazia uso de drogas.

Foram encontrados no local do crime o telefone celular e roupas do suspeito. Conforme consta nos autos do processo, Alessandro já havia sido denunciado em outra oportunidade, conforme o registro de ocorrência datado de 2015, ele pretendia comprar uma arma de fogo.

Foi, então, expedido mandado de prisão, pelo Cartório do Plantão Judiciário da Capital, onde fica decretada a prisão temporária de Alessandro Jesus de Guerreiro, por 30 dias.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização de Alessandro Guerreiro, pode denunciar ao Disque Denúncia de Angra, pelo telefone 0300 253 1177 (custo de ligação local) ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ” para celulares. Lembrando que o anonimato é garantido ao denunciante.

Todas as denúncias sigilosas sobre o caso serão encaminhadas para 166ª DP – Angra dos Reis – encarregada do caso e do inquérito criminal.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document