>
quinta-feira, 11 de agosto de 2022 - 05:43 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Dois homens são mortos na Fazenda da Barra em Resende

Dois homens são mortos na Fazenda da Barra em Resende

Matéria publicada em 3 de setembro de 2015, 20:00 horas

 


Crime foi o terceiro assassinato ocorrido na cidade em 24 horas; na terça-feira um ajudante de pedreiro havia sido morto

Resende – Dois homens, um de 19 e outro de 43 anos, morreram na noite desta quarta-feira (2), após um tiroteio em uma casa do bairro Fazenda da Barra I, em Resende. A polícia não divulgou a identidade das vítimas, mas informou que a principal hipótese para o duplo homicídio é confronto entre rivais do tráfico de drogas. Os autores dos disparos que mataram os homens estariam em um carro, e fugiram logo após a troca de tiros.
O rapaz mais novo ainda chegou a ser socorrido no Hospital São Francisco de Assis, em Porto Real, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Resende.
As duas mortes foram registradas cerca de 24 horas depois de um ajudante de pedreiro, de 25 anos, ter sido assassinado na terça-feira (2). Os casos foram registrados na delegacia de Resende (89ª DP) e estão sendo investigados pelo delegado titular da unidade, Marcelo Nunes Ribeiro.
Testemunhas informaram que o crime foi praticado quando a vítima chegava em casa, na Rua Olaria, no bairro Baixada do Olaria, e atingida por tiros disparados por três homens armados com revólveres. Segundo a Polícia Civil, o homem foi atingido por sete tiros e no local do crime recolhidas três cápsulas de calibre 9 milímetros.

Linha investigativa

O subcomandante do 37º Batalhão da PM (Resende), major Olavo Ramos, disse que pelas características do crime, tudo indica que as três mortes foram execução e talvez tenham envolvimento com o tráfico de drogas.
– Acredito que as vítimas fatais estivessem prejudicando a venda de drogas dos rivais. Porém, essa seria a primeira linha de investigação da PM, o que não representa que no curso das apurações mais aprofundadas possam aparecer outros motivos para justiçarem os crimes – disse o subcomandante.
Ramos disse ainda que as investigações estão sendo feitas em conjunto com a Polícia Civil. Ele ressaltou ainda que todos oficiais do 37º BPM foram convocados pelo comandante da corporação, Wagner Cristiano Moretzsohn, com o objetivo de formar um grupo de estudos para descobrir de onde estão partindo esses conflitos e prender esses criminosos.
– O grupo também vai criar durante esses estudos formas de prevenir esse tipo de crime que gera outros delitos – completou o major.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document